Ele gosta de dormir comigo

Se ele diz que quer apenas encontros casuais, que não tem tempo para coisas sérias ou que não gosta de relacionamentos, então provavelmente o rapaz não quer nada disso mesmo. Você pode ficar um pouco chateada, pode pensar que ele estava se fazendo de difícil, ou se sentia convicta de que poderia mudá-lo. Bom resumindo. Minha namorada teve um namorico de internet no colegial, ele era de outro estado, mais que nunca se viram afinal eram muito novos e não atravessariam a “fronteira”, mas a ideia era se verem na formatura de uma amiga em comum.. Deu a louca nela e perto deles se verem ela deu um fora e desmarcaram tudo. Por que meu paquera não gosta de dormir junto comigo? ... Mas até o momento de dormir. Depois do sexo, ele sempre arranja uma desculpa pra ir embora – ou pra que eu vá embora. Dia desses ... Eu ja falei pra ele,ele tambem me disse que gosta de mim. Mas fica de conversa com outras duas garotas isso me deixa com muito ciume, ele quase não fala comigo na escola mas com outras pessoas sim. Por msg fala comigo todo carinhoso. Mas tou em duvida não sei se ele gosta de mim e o meu ♥ ta cansando. Eu tenho 13 e ele 16 anos . 3. Ele Permanece Flertando Depois Outro sinal de que ele não pode parar de pensar sobre o sexo que vocês fizeram é se ele ficar flertando muito depois. Muitos caras dizem que depois de momentos incríveis, eles enviam textos picantes para a sua menina para mostrar-lhe o quanto eles estão a fim. Meu namorado não dorme comigo - Mônica, é o Seguinte... - YouTube. 18 Fev 2014 ... A moça mandou e-mail desabafando sobre o namorado que não gosta de dormir com ela. Namora, conversa, vê filme, mas na hora de dormir ... www.youtube.com Vou abrir casting', diz ainda o ator, ao que Mariama Barbosa comenta: 'Não percebo como ele não tem namorada porque ele é um charme'. ... 'Nem a minha cadela gosta de dormir comigo ... 'Não tenho ninguém. Vou abrir casting', diz ainda o ator, ao que Mariama Barbosa comenta: 'Não percebo como ele não tem namorada porque ele é um charme'. Meninas ja to conhecendo esse cara há 2 meses ,ele e muito bacana,educado,gentil,mais ele tem um grande defeito,tipo se eu nao puxar assunto primeiro,parece que ele nunca vai falar comigo,mais se eu falar com ele primeiro, a gente tc o dia e a noite toda rsrsrs, e outra coisa, não sou grudenta não, Aff ja to ficando chateada,ja dei um gelo nele ,e deu certo ele procurou,mais voltou denovo a ... Isso acontece comigo também, já conversei, ele diz que vai mudar, mais não muda. Ele é muito bom de cama, mais goza rápido e para. Estou querendo terminar, pq penso que ele não gosta mais de mim. E não estou feliz no relacionamento.

Razão ???

2020.09.18 19:01 HappyPressure8291 Razão ???

Então, recentemente eu e meu namorado temos desgastado bastante a relação com discussões relacionadas a insegurança, paranoia e etc. E penso que por agir muito pelo emocional, eu acabo sendo a mais imatura da discussão, não é fácil lidar com isso, pois essa imaturidade atinge muito mais a minha pessoa, visto que ele super compreende eu estar sendo emotiva e achar que não aconteceu nada de mais. Um exemplo bem prático disso é o fato de ontem termos discutido e ele foi dormir tranquilo e falando que me ama mesmo eu super brava e pedindo pra ele tirar a foto de perfil e aceitar que vamos terminar por que não tem muito o que se fazer, enquanto que fiquei a madrugada toda pensando em muita coisa e fazendo testes de insegurança, de saber se o parceiro é traíra. Bom depois de tudo que eu disse acima, já devem imaginar quem é o mais inseguro da relação, ah também sou a paranoica(óbvio) e sou para a surpresa de quase ninguém. Muito ciumenta, e foi por esse motivo em especifico que brigamos, eu não consigo ver esperanças na minha evolução, e sinceramente, o que era um ciúme normal é que tá evoluindo pra outras coisas piores(possessão e etc. ), talvez por que tenho andado mais emotiva que antes nessa pandemia(no qual muita coisa ruim tem acontecido na minha casa) não sei... Mas fiz essa postagem por que estou muito indecisa racionalmente sobre uma questão. Uma amiga nova chegou na área, que na verdade já era colega a algum tempo, mas só agora que essa amiga terminou o namoro eles conversam com certa frequência e bastante intensidade(fotos, memes, vídeos, fofoca, conversa sobre a vida), incluindo muito esforço da parte dela para manter a amizade com ele. Engraçado é que acabei me envolvendo com ela também, ela é uma ótima pessoa, mas mesmo assim me sinto muito insegura, sei que ela tem outras pessoas na vida dela, mas não entendo a insistência em ser nossa amiga, pois nem parece que ela gosta mesmo de mim, e o meu emocional com certeza afirma que ficaria muito feliz com o termino da amizade entre eles. Mas racionalmente sei que isso é muito abusivo, eu controlar algo que eu nem deveria. Mas para frisar minha insegurança, tenho que dizer que me assusta muito quando ela diz coisas como ''eu me apoio na amizade com um cara e acabo gostando dele, sempre fiz assim, supri minha carência com outros caras'' isso é ameaçador pra mim sabe?... Eu só consigo imaginar nela vendo o quanto meu namorado é um cara bacana e acabar gostando dele e tende real motivo para não gostar de mim e só me manter por perto por falsidade sabe?. O que aconteceu com ela no termino do namoro não desejo a ninguém, ela ainda tá muito confusa, e eu queria que ela não se sentisse assim e de certa forma culpada, então no começo até apoiei bastante a amizade dos dois, falava pra ele perguntar se ela tá bem, tentar distrair ela... me arrependo disso, eu não devia ter responsabilizado ele por algo que eu mesma poderia ter feito por ela. Mas eu queria que ela se sentisse acolhida por nos 2, e acho que é assim que ela se sente agora, mas não posso negar que ainda vejo como ameaça, não sei, talvez ela tenha mudado o suficiente para não ficar mais querendo depender emocionalmente de alguém assim... mas vai saber? isso nem é algo tão ruim quando esse alguém tá disposto a te ajudar de verdade a se sentir segura e tals. Foda é que eu não consigo estudar, pensando que vou passar muito tempo fora e que ele vai tá tão envolvido com ela, por que coincidentemente ele tava no seu intervalo de estudos, e acabou compartilhando opiniões parecidas com ela e etc... sla... muita paranoia pra descrever aqui, mas eu realmente não sinto que estou pronta pra aceitar essa amizade. Ele e ela, que eu conheço bem, combinam mais do que eu e ela ou eu e ele(ele é mais amigo dela). No jeitinho de ser, de acreditar nas pessoas, pensar o melhor delas kk. Eu não sou assim vey... já sofri demais com as pessoas pra isso, inclusive da parte desse namorado, coisas parcialmente superadas, mas que a gente ignora, e que, desde que não aconteça de novo, da pra manter a relação. Resumindo, essa gama de defeitinhos meus, me fazem ter certeza de que eu só tenho algumas poucas soluções racionais pra isso tudo, vou listar 3: 1- Continuar próximo dos dois(por que longe eu já não consigo aceitar gst dos 2, n qro parecer um monstro, só sou humana sabe: imperfeita, cheia de problema, depressiva, ansiosa, to carente e etc kkk) e me esforçar(mesmo que doa muito) pra acreditar(mesmo que seja difícil demais) que eles só serão amigos mesmo; 2- terminar o namoro e desejar muita felicidade pra ambos que foram meio que motivo do termino, juntos ou não e 3- fazer que ele se distancie dela por tempo indeterminado, mas se possível bem breve(gosto que ele tenha amigos, isso faz ele feliz), até que eu pense melhor sobre tudo, sem que eu precise me distanciar dele que é a pessoa que eu mais amo, alias a distância entre ela e eu nem é uma opção, mas pode ser sim consequência, só que de fato eu até gosto de compreender o significado que ela tem na vida das pessoas ao redor dela e vejo isso conversando com ela, o que é bom, já que meu namorado é um pouco sonso ao me dizer o que ele acha que ela significa pra ele, ele diz: ''não sinto nada'' mas até eu não consigo dizer isso aí. Sinto compaixão por ela, carisma da parte dela, simpatia e etc. Mas vale lembrar que tenho um pouquinho de medo, por que acho ela muito melhor que eu, só por ter essa essência e ela auto afirmar as vezes que consegue conquistar qualquer um com boa conversa, é mais ameaçador ainda, e pode ser bobo mas por mais que no começo eu achava fofo agora comentar ''que casal fofo'' e coisas similares a ''meu casal''(Vitão 2018), me causa pavor, kkkk brincadeirinha kkk. Raiva tenho também, mas só dele mesmo, por ser sonso a ponto de dizer também ''que tal nos usar essa metadinha de 3 com ela?''. AFF do nada, num momento nosso qnd estamos vendo fotos juntos e umas metadinhas DE CASAL pra usarmos. Na verdade, se eu não fosse tão insegura até que seria uma boa ideia, mas qualé, ele sabe como sou... acho que me desrespeitou nesse sentido, de ver que eu tava me esforçando pra não falar dela, pq sempre acabo desgastando muito a relação cm muita paranoia, e ele ir e falar dela, me deixa pensativa e séria de novo, pra compensar ele concordou com essa terceira opção minha ''3 fazer que ele se distancie dela por tempo indeterminado, mas se possível bem breve''. Que sinceramente seria a que mais me deixaria feliz, e aí gente, acham que se eu repensar, consigo equilibrar melhor a razão e a emoção? e talvez ache uma opção mais sensata do que essa última. Acham que estou sendo ciumenta em excesso? e que eu devo me responsabilizar sozinha(msm ele sendo um fator pra minha insegurança) por isso, não terminando mas dando um jeito. ME AJUDEM! EU QUERO SER UMA BOA PESSOA, sem isso eu não me sinto mais nada nesse mundo e posso querer acabar com tudo logo(eu sei que preciso de terapia), por que só vejo sentido naquilo que tem sentimento e minha vida se resume muito a ser boa pra ele, alguns amigos e pro meu doguinho que ele prometeu cuidar caso algo aconteça comigo. :) ''Por que não vou ao psicólogo? bom, não tenho grana, simples. Desde já agradeço a pessoa que ler esse texto enorme, tentei ser bem objetiva e clara sobre tudo, espero que tenham compreendido.
submitted by HappyPressure8291 to desabafos [link] [comments]


2020.09.18 10:52 TiaSayu Ajuda para aqueles que tem ansiedade...

Yo mina, Daijobu deska? *ೃ˚
Hoje falarei sobre um tema que me atormenta assim com muitas pessoas diariamente. Espero que esse texto ajude alguém que nessa pandemia, anda sofrendo com o dobro das reações desse distúrbio.
AVISO: Se caso você sofre com este problema e níveis descontrolados POR FAVOR, procure por profissionais para se auto-ajudar. Não tente sobre HIPÓTESE alguma tomar medicamentos por conta própria e nem usar métodos não convencionais. Sempre consulte o seu psiquiatra ou médico sobre suas dúvida, e se cuide da maneira correta.
Bilhetinho: Espero com que este texto seja fonte de muito apoio para aqueles que sofrem disto, um guia para aqueles que querem ajudar alguém que sofre. Espero que, de alguma maneira, posso ter sido útil na vida de alguém e ter alegrado o seu dia ♥
Vamos para o textinho︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶
Bom... Para aqueles que desconhecem a ansiedade é algo comum e todos estão sujeitos a senti-la. No entanto, a ansiedade é uma doença subjacente (Que não se manisfesta claramente) somente quando os sentimentos se tornam excessivos, obsessivos e interferirem na vida cotidiana da pessoa, em resumo: ''A Ansiedade é um termo geral para vários distúrbios que causam nervosismo, medo, apreensão e preocupação exagerada. ''
A ansiedade que estou citando é mais do que o comum do qual estamos habituados. Está além da empolgação de ir se apresentar em uma entrevista de emprego ou comparecer no primeiro encontro; Tal circunstância pode se agravar com traumas ou com problemas persistentes na vida de alguém, e os sintomas são duradouros e limitadores, o que atrapalham a vida desta pessoa.
Os principais sintomas que podem acontecer são:
Para ajudar ou se auto-ajudar, é necessário entender esses pontos e procurar conversar ou se entender. Procurar as fontes e raízes desta ansiedade e tentar muda-las para amenizar os efeitos. E é para isto que existem os profissionais e pessoas que podem te dar esse suporte durante uma crise.︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶ °・❀
Conselhos importantes:;
Para aqueles que querem ajudar alguém que sofre com isto, é necessário entender algumas coisas cruciais... E entender em si o que é a Ansiedade e os seus tipos.
1- A coisa mais importante é se ter PACIÊNCIA.~ A pessoa já está sofrendo com diversos pensamentos a mil por hora, mal conseguindo conter as próprias emoções e atos. Tenha cautela ao se referir e agir, qualquer erro pode dar a entender que a pessoa afetada só está incomodando e atrapalhando a vida dos outros (E vai por mim, isso vai piorar em 1000%)
Tente conversar, ajude-a se acalmar, converter os pensamentos negativos. Incentive fazer algo divertido ou diferente, algo que vá distrai-la e alegra-la. Dê amor, carinho e seja compreensivo. Evite Julgar, apontar erros e defeitos.

2- Seja compreensivo.~ Tenha em mente de que aquela pessoa que sofre de ansiedade, não tem controle sobre os próprios pensamentos e emoções. Evite fazer mistério e joguinhos de adivinhação, assim como botar medo ou pressão. Além de ser algo completamente irritante para qualquer um, para um ansioso ele ficará bem mal e aflito. Ex:;
'' Preciso te contar algo, mas só posso contar amanha'' ou ''Estamos atrasados. Se apresse!''
Faça isso e é uma noite que você rouba desta pessoa. Enquanto a você dorme tranquila, o ansioso fica acordado, pensando em tudo que é possível e o impossível para adivinhar o tema do assunto ou se cobrando por ter feito melhor.Então por favor, não faça estas brincadeiras de mal gosto, prometendo e adiando coisas, isso faz um mal que só o ansioso entende.Entenda que nossa cabeça funciona a mil por hora, diferente das demais pessoas:Ex:;
Pessoa normal: ''Ata certo, tenho que fazer isto e pronto..''
Ansioso: Tá eu tenho que fazer isso... Perai, será que eu desliguei o gás? ESSA NÃO, SE A CASA EXPLODIR VAI SER MINHA CULPA, PESSOAS VÃO MORRER E A CULPA SERÁ MINHA. Mas.... Será que eu tranquei a porta?... E SE ALGUÉM INVADIR MINHA CASA E FAZER TAL COISA.
(Vai por mim, isso não vai acabar tão cedo. Então por favor, tenha consciência)

3- NUNCA, SOBRE HIPÓTESE NENHUMA, JULGUE. EVITE TOTALMENTE DAR TRANCOS: Como dito, a sensação de estar incomodando é constante. Pensamos que a pessoa nos abandonará, ou que estamos fazendo mal a ela ou atrapalhando a vida dela, nos sentimos inferiores e sempre estamos nos menosprezando. Há casos que até mesmo, o ansioso termina um relacionamento bacana apenas por pensar que ele é incapaz, que o seu conjunge não o(a) suporta e nem gosta dele(a).
E realmente, há pessoas que julgam.Falam que somos muito complicados, que estamos fazendo drama ou teatro, nos evitam para não ter alguém ''enchendo o saco'', e que nos afastamos por ser pessoas ''falsas''. Houve até comentários na minha vida, de pessoas aconselharem a opção de término de um namoro, pois deduziam que a menina estava distante, que ela estava traindo e estava sendo seca de proposito.
NÃO! Nos isolamos e nos afastamos por achar exatamente que estamos fazendo algum tipo de male. Jamais julgue ou se deixe elevar por opiniões alheias. Tente conversar e entender, não vá se precipitando. No final, se caso isso tenha força, só sofreremos ainda mais.
4- Ouça mais e seja sincero: Se a pessoa finalmente conseguir desabafar, a escute até o fim. E se ela hesitar por medo ou insegurança, acalme-a e prossiga. Na maioria das vezes, elas só querem ser ouvidas e não receber conselhos (A não ser que ele(a) peça). E o mais importante, não finja falsa sinceridade, não dê essa expectativa falsa, além de ser uma ato bem babaca, isso só mostra que no fim, você não estava preocupado e nem interessado em ajudar de fato, que só fez por mera educação.
5- Convide-o(a) para dar uma volta: Se possível no momento, convide-o para uma volta. Caso a pessoa aceite, converse e tente distrai-la e acalma-la, fazer atividades talvez, fazer alguma coisa bacana. Gastar a energia em uma caminhada ajuda bastante (Bom, pelo o menos para mim ajuda)
6- NUNCA, JAMAIS OFEREÇA BEBIDAS ALCOÓLICAS: É serio, em crises a pessoa pode associar a bebida como um escape. AI meu filho, ficará difícil faze-la abandonar.
7- E por ultimo. Não diminua isto: Ansiedade é algo que precisa de atenção, assim como a depressão. É algo que afeta a vida de alguém de forma profunda, sendo motivo de vários suicídios e problemas graves nas famílias. Não a trate como algo banal e sem importância, é algo que precisa de atenção e empatia.
︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶ °・❀
Conselhos para aqueles que Tem a ansiedade e querem uma mãozinha para amenizar os efeitos ♥
1- Pratique alguma atividade física.Dança, artes marciais, ginastica... Qualquer coisa! Isso, além de dar uma animada e fazer bem para a saúde, ajuda a distrair a mente e ''descontar o estresse''. É um ótimo incentivo.
2- Meditação: Se é algo que me ajudou muito nas minhas crises, é a meditação. Ouvir uma musica calma, controlar a respiração, fechar os olhos e relaxar o corpo. É uma boa pedida e AJUDA muito numa crise.
3- Ouvir musicas favoritas: Como uma ansioso precisa descontar sua energia, desconte dançando ou curtindo uma musica de preferência. Isso ajuda e MUITO, nem que seja necessário repetir a musica diversas vezes ou cantar junto.
4- Mantenha uma alimentação top: Sim, até a comida influência. Evite comidas muito gordurosas em certos horários do dia. Os hormônios podem ser nossos inimigos após alimentação.
5- Desconte em seus Hobbies ou descubra novos Hobbies: Nada melhor do que fazer o que a gente gosta, nestes momentos o Faça! Isso pode ajudar durante uma crise e vai distrair sua mente para focar neste Hobby.
6- Pense ao contrario de tudo!: Se realmente está difícil de suportar a crise e nada está ajudando, Alimente boas sensações. De todos os pensamentos negativos converta para os bons. Ex:;
"'Droga eu teria conseguido se eu tivesse feito tal coisa... Não, eu dei o meu melhor e sei que estão orgulhosos de mim. Vou me esforçar mais para que na próxima eu não comenta o mesmo erro. ''
''Ain... Ela falou tão mal de mim... Por que? O que eu fiz?... Não! Há pessoas que me ama do jeitinho que eu sou, e se essas pessoas que são importantes para mim me amam pelo o que eu sou e amam minha aparência, então eu acredito nelas e que se dane o resto!.
Isso é psicológico, não e deixe levar pelos os próprios julgamentos e não se castigue! ♥
7- Procure se amar e se auto entender, reconheça que todos podem errar, e que errar não é algo ruim. Aprender com os erros é melhor do que aprender com os acertos. Se caso você errar com alguma coisa, não se abale! Se valorize e reconheça que você é incrível e que há pessoas que adoram o eu jeitinho.︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶ °・❀

Minha experiencia: Sofro de ansiedade, fruto por parte da minha mãe e traumas vindo da época do fundamental/colegial. Meus dias são difíceis e parecem somente piorar. Minha crises são graves e preciso de ajuda na maioria das vezes, tomo medicamentos para ajudar nos sintomas que, muitas vezes, funciona. O sentimento de angustia é algo que realmente machuca, algo que não me dá paz e me faz ter pânico quase por três dias inteiros.
Quando meu namorado está comigo, me ajudando e me dando suporte e amor é algo muito bom. Me sinto muito bem e sinto que melhoro e evoluo demais a cada crise, é importante entender a existência dessas pessoas na nossa vida e de como isso ajuda a evoluir nosso ser. Já fui muito julgada, abandonada, criticada e realmente, são coisas que apenas pioram minha vida. Mas sigo lutando e espero ajudar outras pessoas como eu o aquelas que tem a boa intenção de ajudar estas pessoas.
Enfim, espero que tenham gostado e ter realmente ajudado alguém ♥
submitted by TiaSayu to desabafos [link] [comments]


2020.09.14 01:24 tali720 Sinto que essa era pra ser a melhor fase de minha vida e na verdade tudo está sendo um inferno

Eu engravidei na faculdade, de um ficante que não quis nada com a filha. Ok, segui minha vida, tive responsabilidade e tive minha filha. Apesar das dificuldades de criar uma filha só, tudo estava ocorrendo bem. Eu tinha um emprego que pagava o suficiente pra eu manter um pequeno apartamento com ela, e dei a sorte que minha filha é muito mais maravilhosa do que qualquer ideia que eu poderia ter tido dela: é alegre, divertida, inteligente, fofa e nos damos muito bem. Ela tá pra fazer 4 anos.
Acontece que a 2 anos atrás perdi o emprego. Me mantive no apartamento um tempo ainda com as minhas reservas financeiras, mas uma hora iriam acabar. Então, tive que me mudar pra o apartamento de minha mãe.
Acontece que minha mãe é extremamente agressiva, mimada, egoísta e me trata feito um lixo. Ela é médica, por isso acha que é superior a todos, e tem aquela visão de que a casa deve estar tudo 100% no lugar (e casa organizada e criança feliz não combinam). Quando eu vim, fiquei aqui não morando de graça, mas ajudando nas contas da casa e a arrumando.
Esse ano eu consegui um emprego, mas paga metade do que eu ganhava no meu anterior, e não tenho como me mudar pra outro lugar com minha filha.
Além disso, minha mãe parece estar ficando pior. Começou a falar sozinha, me ofender gratuitamente de inútil e outras coisas além de quase todo dia ter briga aos gritos com minha irmã (uma mulher de 30 anos que mora aqui sustentada e nunca trabalhou).
Então, eu trabalho, estudo (faço pós e estudo pra concurso), arrumo a casa e cuido de minha filha. Mas tenho que ouvir ela me chamando de inútil e me ofendendo, e não posso responder porque não quero que minha filha me veja como alguém agressiva. Não quero que ela ache que sou parecida com minha mãe pois não sou...
Logo, tenho estado extremamente infeliz. Meu dia é bom até a hora que minha mãe chega em casa do trabalho. Ela já chega batendo a porta e reclamando de qualquer coisa. Quando ela chega, eu fico nervosa, começo a tremer e as vezes tenho dores de cabeça muito fortes que provavelmente é de nervoso mesmo.
Mas não era pra eu tar assim... Tenho uma filha maravilhosa comigo, e era a fase onde eu devia estar curtindo feliz com ela. E não chorando todo dia de noite antes de dormir disfarçada pra ela não ver.
Antes do corona todo fim de semana eu saia com minha filha pra qualquer lugar, só pra ficar longe daqui, mas agora eu tô presa aqui e não tenho pra onde ir. Rezo todo dia pra que eu consiga um emprego bom pra sair daqui mas acho que vai demorar... E infelizmente não tem como eu ir morar com outra pessoa no momento.
Eu tenho um namorado, mas é tudo muito novo então não tenho perspectiva de morar com ele no momento, além de que ele tbm ganha pouco.
Ah, além do mais minha mãe esse ano colocou ela em um colégio CARÍSSIMO aqui perto que ela fez questão de botar e eu acabei concordando pois ela disse q iria pagar. Bom, ela usa isso pra me ameaçar a fazer algumas coisas pra ela. No caso, pra fazer tudo pra ela pois ela é preguiçosa e não gosta de mover um músculo na casa. (ir no carro dela pegar alguma coisa q ela comprou, arrumar o quarto dela, ir pegar algum exame dela em outro bairro, levar o carro dela pra balancear ou qualquer coisa). Minha filha tem gostado da escola (apesar de ter parado por causa do corona) então não quero brigar com minha mãe e tirar ela da escola...
Que inferno que tô vivendo. E pensar que em momento nenhum o problema está sendo o fato de eu ser mãe solteira, nem o desemprego que passei, nem nada do tipo. Mas só a presença de uma pessoa que está me fazendo imensamente mal.
submitted by tali720 to desabafos [link] [comments]


2020.09.13 22:39 TravsTravinho Por que as pessoas têm medo de assumir um namoro? Por que é tão difícil mergulhar no amor e aproveitar os bons momentos?

Eu (20H) conheci esse menino (19H) no Tinder faz alguns meses, acho que há uns 4 ou 5 pra ser mais exato. Ele é bem bonitinho e é o meu tipo rs, mora em uma cidade que fica meia-hora de estrada da minha. Eu me divido entre morar aqui e em outra cidade (300km de distância) onde faço faculdade, e ele faz faculdade do outro lado do Brasil. Ambos estamos de volta nas nossas cidades natais por conta da quarentena em 2020 e das aulas estarem rolando online.
Nós conversamos alguns dias sem parar por mensagem, eventualmente esquecemos um pouco, mas depois voltamos a conversar por ter dado um segundo match no Tinder, daí fui bem direto, já que nunca consigo um date nesse raio de aplicativo e resolvi chamá-lo pra sair (isso em Julho). Saímos, ele veio pra cá, e como eu tenho carro a gente começou a dar bastante rolê por aqui, e depois eu sempre levo ele de volta na cidade dele, ficamos sempre batendo papo até de madrugada no carro. Contudo, ele não pode ficar aqui em casa e nem eu posso ficar na casa dele, porque ambos estamos ficando na casa dos pais.
A maneira que achamos de ter um momento foi a de irmos para a cidade onde faço faculdade, lá eu tenho minha casa e podemos passar um tempinho mais íntimos. Acho que no nosso quarto date fomos passar uns 4 dias lá. De qualquer forma é meio caro, e pegar um avião pra cidade dele não é uma opção também, pelo menos não agora com o preço das passagens. Normalmente fazemos sexo no carro perto da casa dele, e sim, eu sei, é triste a vida do gay que não pode ter intimidade com alguém.
De qualquer forma toda semana a gente se encontra, ele não tem tanta grana e acaba que eu pago muitas coisas pra ele. Durante o mês de Agosto, entre a viagem pra minha cidade, idas e voltas da cidade dele, restaurantes e gasolina eu acabei gastando 2.100 reais!!! Eu não sou rico nem nada, eu só ganho uma boa bolsa de 1.500 reais pela faculdade, que não tenho usado pra nada esse ano (to na casa dos meus pais desde Março) e tenho um tantão desses meses todos guardado na poupança para viajar ano que vem.
Estamos muito bem até então, passamos noites e noites conversando no Discord, vendo Netflix juntos. Ele já sabe muito sobre a minha vida, sobre meus relacionamentos passados, meus amigos, minha família e eu sei sobre o dele, incluindo o péssimo passado que ele teve com um ex-namorado abusivo. Ele me diz que sempre foi um inocente apaixonado, e se jogou muito facilmente nesse relacionamento com o ex, o que gerou muitos traumas, crises de pânico, rolou traição e mais um monte de coisas bem pesadas que não quero falar aqui.
Eu sou um cara bem de boa, ele diz que eu sou um príncipe, que nunca conheceu alguém que o tratasse tão bem, que fosse tão inteligente, atencioso. Acho que parte disso é que nos meus relacionamentos passados eu aprendi a me importar muito com quem eu amo, e realmente, eu sempre faço muitos elogios pra ele, tento fazer ele se sentir seguro, e por mais que ele tenha dificuldades de acreditar que alguém realmente gosta dele, sempre gosto de afirmar como ele é importante, autossuficiente, e merece tudo de bom no mundo, que ninguém mais pode fazer com ele o que o ex fez. Eu sou o tipo de namorado que mostra o quanto gosta e se importa desde coisas pequenas, como abrir a porta do carro , até imaginar que eu me jogaria na frente de um tiro por quem eu amo, e eu o amo. Amo muito, nunca conheci alguém assim, e eu sei quando é paixão e quando é amor, sou novo, mas eu sempre fui meio precoce rs e precisei amadurecer muito cedo na vida.
Ele disse que me ama primeiro, não sei, eu aprendi a não admitir isso tão cedo, ver onde estou pisando e ver se realmente há reciprocidade. Posso tecer mil elogios mas só digo que amo quando tenho certeza. Tudo parece muito perfeito (exceto pelo dinheiro rs), mas ele não quer namorar, ele tem medo, muito medo. Medo de se entregar e fazerem de novo com ele o que ele sofreu, medo de que algum príncipe como eu resolva mudar meu jeito repentinamente e vire um monstro, usando da dependência emocional dele como arma, chantageando, traindo, etc. Medo de voltar para a cidade da faculdade dele e estar preso em um relacionamento com alguém há quase três mil quilômetros de distância, por mais que eu não veja problema em voar até lá para vê-lo. Medo da palavra “namorado”.
Sério, a gente já faz tudo que um casal de namorados faria, talvez seja meio cedo, mas ele diz que não quer ficar com outras pessoas além de mim, e eu digo o mesmo, ele diz que me ama e que não vê o dia dele sem falar comigo, que não consegue ficar longe de mim por muito tempo e já morre de saudade quando a gente se despede, ficamos conversando no carro, ouvindo música, mostrando qualquer coisa no celular um pro outro até a bateria acabar e perdermos noção do tempo. Já cheguei em casa 5h da manhã uma vez sem saber que horas eram ou por quanto tempo ficamos juntos. Ontem assistimos um filme em call pelo Discord e eu assisti ele dormir por umas duas horas enquanto eu estudava para uma prova que fiz hoje cedo, e quando ele acordou no meio da noite disse que não queria desligar, que queria dormir sentindo como se estivesse comigo, abraçando o travesseiro. Mesmo assim, ele não quer me chamar de namorado.
Mas, se o sentimento que eu sinto por ele é tão bom e puro, se nosso amor é tão saudável e cresce cada dia mais, por que precisamos nos segurar e não nos jogar no amor? Como pode uma pessoa traumatizar outra a ponto de alguém ter tanto medo de uma palavra?
submitted by TravsTravinho to desabafos [link] [comments]


2020.09.10 20:22 erossama Sou homi e me apaixonei pelo meu melhor amigo parte 3 *fudeu tudo*

As outras partes postei aqui tambem
Então ante ontem eu tava puto é mandei um textao no Whatsapp dele falando sobre tudo , sobre a nova namorada dele ( uma puta digasse de passagem) , sobre traumas relacionado a nova namorada dele e amiguinhos dela ( ela falou que eu sofria bullying e o pessoal me zoava na escola pq eu era quieto ????) Sobre como ele foi um cuzao é que não teve atitude de homem e tava sendo infantil e que eu tava MT magoado já que ele disse que queria algo comigo só que dias depois da namorando uma vagabunda aí e finge que nada aconteceu e fodase pra mim e aí falei que a gente precisava dar um tempo na amizade para ambos refletirem sobre essa merda (Eu para esquecer dele e ele para perceber que é um arrombdo) é aí mandei a porra do textao.
Ele bravo começa a discutir comigo falando que n fez nada é eu tava sendo egoísta e ESTAVA COM CIÚMES, ( me poupe né ) ele nem leu o texto é falou: não vou levar essa merda e falou que tava nem aí (pode ser na zoeira isso mas enfim) ele começou a soltar as merdas dele falando que nunca fez nada de errado e que me considerava muito como amigo e que não gostava de homem e fez tudo na brincadeira ( acho que essa brincadeira foi um pouco longe né? ) é aí ele solta as merdas: ele contou sobre eu gostar dele pra namorada dele ( nessa parte eu comecei a chorar muito pq comecei a lembrar dos traumas que sofri e a merda que poderia dar , pq eu ja estudei com ela anos e ela já espalhou concerteza coisa minha aí, é meu OVO que ela n vai contar pra ninguém isso) Ele começou a zoar na conversa e meter o fodase falando que n tinha nada haver e que ele n fez nada de errado.... e aí eu já tava tentando segurar mas não deu chorei igual uma moça com o coração partido. Pqp chorei para um caralho mandei áudio chorando e tals e não deu em nada eu resolvi ignorar e fui dormir 60% puto e 40 % triste Amanheceu e ele falando que não queria perder a amizade e que era um irmão pra mim que ele nunca teve já que só tem irmã ( entrando na questão familiar ele fala que a família dele não gosta de mim pq não forao com a minha cara, pnc da família dele também) Ele pagando de coitadinho e falou que nunca perderia uma amizade de anos ( Eu falei só pra dar um tempo) e falou que ia colar na minha casa , é mdss sai da minha vida mlk do caralho eu não quero te ver filha da puta. Ele n veio ainda bem mas vai vim domingo se pa , vai vim aqui fingindo que nada aconteceu e metendo o louco pra mim. Ele mandando "saudades" nas minhas fotos e mandando toda hora mensagem no Whatsapp e eu resolvi responder falei que não queria falar com ele e que eu não consegui fqzer nada na porra do dia pq tava deprimido e triste e falei que quando eu tava dormindo eu pensei " se eu estivesse morto será que tudo isso acabaria " enfim eu mandei isso é ele falou "Ahhh para de graça " Enfim ele me magoou muito pq parecia não se importar com meus sentimentos e que parece que me manipulou esse tempo todo. Não adianta eu me afastar dele pq ele mora aqui do lado e ele vai em todo lugar que eu vou e meu grupo de amigos ele tá também e ele sabe onde eu moro então já sabe..... Eu também queria esquecer disso é manter amizade dele igual antigamente quando a gente jogava futebol e apenas nos divertiamos porém agora eu sinto raiva e tristeza só de pensar nele Nos somos ou éramos melhores amigos... Ele é meio infantil e nunca teve uma conversa séria comigo provalvemente pq tem vergonha e medo então n espero MT dele quando ele vier falar comigo
Eu quero saber as opiniões de vocês e saber oque eu faço nessa situação
Muito obrigado por lerem e pau no cu dele que eu tô puto
submitted by erossama to desabafos [link] [comments]


2020.09.02 02:23 pedrozinhu1902 Ela me iludiu, fodeu meu psicológico, e vc ainda tá defendendo ela? (é longa demais, mas vale a pena)

Oi Lubito, Luna, gatas, tia Carminha, tio Otto, Jean, 6º andar, papelões (RIP), Editheus, Tucho, e turma que está a ver, hoje vou contar uma das minha infinitas histórias, mesmo q eu só tenha 14 aninhus. A história se passa em momentos separados de fevereiro de 2019 até o carnaval desse ano, onde encontrei uma guria da minha sala, e ela perguntou pq eu n tava falando com a (vou expor mesmo) Bianca depois de tudo q eu fiz pra ela. Eu fiquei tipo excuse me wtf. Vamos voltar pra fevereiro de 2019, comecinho do ano letivo, e tb das aulas te teatro, onde eu conheci a Bianca. Em julho, uma amiga minha, (vamos chamá-la de Luna) me falou que ela gostava de mim, só q na época eu não sentia nada por ela. Em setembro, mudei de turma da escola, depois de uma crise de depressão que durou do fim de julho até começo de setembro (sofro da doença desde 2017, devido ao bullying que sofri naquela época e da morte do meu pai em 2013). A nova turma era a da Bianca (não gostava mais de mim na época), da Luna e da Farls (outra amiga minha importante pra história). Em outubro, eu comecei a gostar da Bianca, que era uma das minhas melhores amigas na época, mas comecei a evita-la pq doía estar perto dela. No meio de novembro, anunciaram um passeio pro Beto Carrero (bjos de floripa, lubixco) e seria numa quarta aleatória lá. Na segunda dessa semana, havia um "aulão", mas ninguém tava prestando atenção, e geral tava no celular, inclusive eu. Estava falando com um amigo, que tinha dormido na minha casa sábado, e falei pra ele que gostava da Bianca naquele dia. Como se já não fosse tudo ruim o suficiente, na festa de Halloween da galera eu ganhei uma pequena fama de juntar uns casaizinhos por aí, (quase nunca falhei kk) e como um bom amigo, esse cara, vamos chama-lo de Bombom, pediu minha ajuda pra ficar com a Bianca, SABENDO QUE EU GOSTAVA DELA. Fui falar com a Farls, pq sempre falo tudo pra ela. Ela não respondia por mensagem, então eu liguei pra ela no meio do aulão kk. Antes dela poder falar tp "alo", eu falei "Farls, o Bombom gosta da Bianca, q q eu faço?" Quando eu vejo, a Bianca tava sorrindo e feliz, quando eu percebi que a Farls tinha deixado o celular no fucking viva voz. O Bombom e a Bianca combinaram de ficar no Beto Carrero. Na terça, eu pedi pra Farls falar pra Bianca o seguinte: "tem certeza que quer ficar com o Bombom? Têm duas pessoas que podem se machucar com o isso. Eu não posso falar quem é, mas o Gordo (ela não realmente falou gordo, mas eu preciso de um nome falso pra mim mesmo) sabe e talvez ele te fale. Depois da aula, eu encontrei a Bianca e falei o seguinte: "então, uma das pessoas sou eu", e ela disse: "eu sei, mas eu quero saber quem é a outra pessoa". Basicamente ela tacou o fodase. Eu saí dali triste e tals. Chegou quarta e o passeio foi adiado por causa de chuva. Na data nova (segunda) eles não ficaram. Na quarta, depois do teatro, ela queria falar comigo, mas eu saí correndo. Quando cheguei em casa, vi que tinha uma mensagem dela dizendo que gostava de mim também. Fiquei feliz obviamente, falei no grupo de amigos que tinha criado p me ajudarem a superar isso tudo, foi dormir sorrindo. Aí chegou quinta, e ela me diz q também gosta de 2 outras pessoas (o Bombom e o Nicolas, tb nome falso). Falei no grupo, eles falaram pra ignorar e ficar c ela d qualquer jeito, na festa da turma, que eu tava organizando. No meio da festinha teve um verdade ou consequência, onde deu literalmente tudo errado. Caiu verdade pra mim, e a Farls perguntou se eu gostava da Bianca (que tava na roda), eu disse que sim. Aconteceu a mesma coisa com ela, que também disse que sim. MAS, aí uma guria drogada da minha sala, desafio a Bianca a dar um beijo nela mesma. Elas se beijaram, eu saí dali, e a Farls veio atrás, me acalmou, me explicou q tudo era só pelo jogo e tal, e que tava tudo bem. Tava tudo certo, eu e a Bianca íamos ficar, mas eu tava tendo um ataque cardíaco (bv é foda) e pedi um tempo pra me acalmar. Depois de 30 min, fui lá pra trás, num lugar onde o pessoal geralmente ficava, e esperei por ela. Depois de uns 20 minutos, ela aparece chorando, e eu, claro, fui muito atencioso, abracei ela e tudo. Aí a Farls aparece e fala o seguinte: "a Bianca tá chorando pq o Nicolas vai ficar com alguém". Eu só saí dali. Em conclusão, ela gostava mais dos outros dois do que de mim, enquanto eu amava ela. Ela falou pra um monte de gente uma versão completamente errada da história, onde eu fodi tudo. Hoje ela quer voltar a ser minha amiga, e eu só mando os amigos que a gente têm em comum tomar no cu, pq bloqueei ela e eles que passam recado.
Expliquei essa versão pra guria do carnaval, e ela falou q eu tava mentindo.
Depois dessa história eu provavelmente nunca vou confiar em alguém o suficiente e nunca vou me achar suficiente pra alguém gostar mais de mim do que de qualquer outra pessoa, e por causa disso vou morrer sozinho. Bjos Lubixco, e Bianca, se tiver assistindo, eu te odeio com o fundo do meu coração, aquele órgão que você destruiu de mim.
Edit: O Nicolas não ficou com a outra guria, pq ele gostava da Luna, que gostava do Bombom
submitted by pedrozinhu1902 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.22 02:27 Luizinguitar3 Não aguento mais lidar com merdas de terceiros que refletem até na vida pessoal de quem não tem nada a ver.

Minha mãe é uma pessoa que sempre estudou muito e fez de tudo para nunca precisar contar, financeiramente e/ou emocionalmente com a família que ela tem, no caso, a mãe, pai e irmã dela. Construiu uma carreira na área de química ligada a radiação, hoje é pesquisadora e, apesar de estarmos falidos por causa de terceiros, ganha bem.
Tudo foi bem na medida do possível, até que, em por volta de 2007, meu avô, pai dela e já idoso, foi preso num esquema criminoso aí que rolou (nada muito sério, tipo matar alguém, mas ainda assim crime) e ela teve que gastar boa parte da grana que ela não tinha com advogado para, além dele, minha avó e minha tia que era cúmplices de tudo.
Alguns anos depois dessa treta, minha avó, que não olhava na nossa cara há pelo menos uns 8 anos, oficialmente perdeu tudo que tinha e veio morar aqui em casa, que não é um lugar grande, e ficou quase 5 anos (de 2015 até o final de 2019) nos enchendo o saco, já que ela é uma pessoa extremamente ingrata e egoísta, fazendo com que pessoas que amávamos e que frequentavam nossa casa nunca mais nos visitassem e, de quebra, como tinha sido recém diagnosticada de um câncer, gastando mais dinheiro da minha mãe, porém não dizia nem um obrigado para nada. Uma vez minha mãe sofreu um acidente de carro, chegou em casa visivelmente machucada e ela só foi reparar 3 dias depois (e eram hematomas gigantes no pescoço e braços, ou seja, dá pra ver fácil). Mesmo não querendo e evitando demonstrar, minha mãe sofria muito com isso.
Nesse meio tempo, meu avô saiu da prisão e aí foi mais grana da minha mãe pra sustentar ele agora, que mora com a irmã dele, tia da minha mãe, e, de quebra, ainda teve que pagar dívidas absurdas da irmã dela, que nunca paga o que deve, não faz absolutamente nada para os pais e ainda é extremamente grossa e agressiva com a minha mãe. Entre 2007 e 2015, minha tia morou com minha avó e sentava a porrada nela (na época minha avó tinha entre 70 e 78 anos, ou seja, idosa), e mesmo assim é a filha favorita de ambos até hoje.
Pra coroar a treta toda, no final de 2016 meu pai, que mora com a gente, começou a demonstrar uns comportamentos estranhos e só esse ano (por volta de março se não me engano) finalmente um médico o diagnosticou com uma doença cujos sintomas casam com o que ele tem. Ela se chama demência fronto temporal e, se pesquisarem sobre casos, vão ver que a rotina da pessoa e das que convivem com ela mudam muito devido a isso. De quebra também, o gasto mensal aumentou muito, além de tudo, devido a necessidade de médicos, já que nosso plano de saúde que é o único que conseguimos pagar não ajuda em praticamente nada, e, pra coroar, o salário dele e da minha mãe caíram em mais de 50%. Se não fosse o auxílio emergencial e um auxílio que tô recebendo pela faculdade nem sei o que faria, já que também não ganho lá muita coisa pelo trabalho e, como sou autônomo, não tem como contar muito ainda mais nesse período.
Apesar de ser uma pessoa doce, inteligentíssima, tratar todo mundo bem, todo mundo gostar muito dela e admira-la bastante, inclusive eu, sei que ela tenta muito ser uma ótima mãe, mas não é a pessoa mais atenciosa do mundo em relação a mim e minha irmã. Os únicos assuntos que ela conversa comigo são faculdade e trabalho (ela é acadêmica e sonha com meu doutorado, sendo que nem no terceiro período da faculdade tô). Normalmente, como ela tem que carregar o mundo nas costas, ela se preocupa mais em resolver o que dá pra ser resolvido e tapar o que está ruim com uma peneira até não dar mais e aí precisar resolver.
Meu pai era um excelente pai e realmente não é exagero, mas na situação atual não é como se ele conseguisse dar conta das coisas, mesmo qu minimamente, então ela se sente frustrada e sozinha por ter pedido o suporte dela. Ambos se davam muito bem e foi (e é) bem foda pra ela.
Apesar de eu já ter o diagnóstico médico de depressão há pelo menos uns 5 anos, esse período de pandemia piorou tudo e, além disso, tenho tido crises bem ferradas de ansiedade. Não só devido a minha família, mas também porque namoro uma pessoa cuja mãe é (diagnosticadamente) narcisista, que faz a vida dela um inferno e, apesar de termos um relacionamento foda entre nós dois, eu estou sempre preocupado com o que essa mulher possa fazer. Além disso, mesmo quando não rola nada, não consigo dormir bem. Até malhando e tomando remédios (prescritos) tá ficando difícil e sinto que estou a beira de ter um colapso nervoso. Muitas noites me vejo tremendo, sem conseguir respirar, com pensamentos suicidas e completamente exausto, mas sem conseguir dormir. A única coisa que tenho feito fora de casa é levar meu pai pro mercado e na padaria, porque ele gosta de, nas palavras dele, "dar voltinha" no quarteirão, e ir no banco quando preciso resolver algo. Ou seja, se eu já não tinha muita "vida", agora tá pior ainda.
A questão é que essa parada de, não só minha mãe, mas principalmente ela (que é meio que meu único apoio familiar e na vida além da pessoa que namoro) fazerem tão pouco de mim e do que sou e sinto fica me matando porque não importa quantas vezes eu peça ajuda, ninguém ouve. Tenho muito medo de acabar tendo um colapso nervoso, como já aconteceu antes.
Faço acompanhamento psicológico há uns anos e recentemente (faz uns 3 meses) mudei o atendimento de 1x para 2x por semana, mas o que são só duas (dependendo da semana menos) sessões de terapia para alguém que passa a semana cagado?
E, assim como a pessoa que namoro passa com a mãe dela, ter que lidar com um monte de consequências ruins na vida por causa de coisas merdas que terceiros que pouco tem a ver com a sua (como meus avós, minha tia e minha sogra, por exemplo) e se ver completamente sem perspectiva por causa dos outros é muito ruim.
Não tenho muitos amigos (não que dê pra pedir algum apoio nem que seja pra ouvir como me sinto) e minha família, que já era distante, depois da doença do meu pai simplesmente sumiu.
As vezes sinto que minha mãe quis ter os filhos, mas nunca pensou de fato em como seria cuidar deles, até porque ela nunca teve quem cuidasse dela, então nem faz ideia de como é isso e, de fato, quem era mais ativo no nosso dia a dia, até porque o horário de trabalho dela era menos flexível, era meu pai, então até essa quarentena ela nunca tinha ficado tanto tempo perto da gente e muito menos em casa.
Tenho uma irmã, que é menor de idade, e minha mãe até dá um certo apoio e presença maior a ela por conta disso, mas, no meu caso, é como se eu fosse só uma pessoa que mora de favor aqui. Entendo que muita gente se sente assim depois que faz 18 anos, mas é foda principalmente quando não se tem ninguém para contar, ou ao menos um amigo pra desabafar.
Tenho muita dificuldade em fazer amizades, o que piora tudo, e acho que isso também vem do fato de que, apesar de eu sempre ter sido uma pessoa introvertida e mesmo assim conseguisse fazer uma ou outra amizade, os últimos tempos pra cá, por estar sempre ansioso, preocupado e correndo pra lidar com a minha família, seja porque meu pai não pode ficar sozinho em casa, ou porque trabalho, ou porque deu uma merda nova na vida da minha mãe e ela tem que resolver em cima da hora ou porque minha irmã tomou remédios demais e foi parar na UTI (sim. Já rolou algumas vezes, já que ela também é depressiva).
Para botar a cerejinha no bolo, sou homem trans e comecei com os hormônios há cerca de um ano, logo minha cara tá bem diferente e minha mãe não lida bem com isso, então, querendo ou não, isso também afastou mais a gente. Nas palavras dela quando contei: "eu já tenho um monte de problema pra resolver e você me aparece com mais isso?"
Penso muito em sair de casa, pouco antes da pandemia tava começando a tirar isso do papel, mas sempre que comentava sobre a ideia, como algo hipotético, todo mundo aqui falava que agora não dava, porque eu tinha que ajudar a cuidar do meu pai, e, com a pandemia, desanimei de vez (e o dinheiro todo acabou, pois era isso ou mais dívidas.)
Percebo sim que minha mãe tem uma preferência pela minha irmã, pois, por ela gostar mais de estudar que eu, principalmente coisas tidas como "normais" (normal eu digo coisas que compreendem as áreas de exatas, humanas, línguas e biológicas. Claro que nada é tão simples assim, mas eu faço faculdade de música então forçando a barra acho que deu pra entender a comparação), se for pra escolher quem vai cuidar da casa e do meu pai e quem vai estudar acho que já temos uma resposta. Além disso, a personalidade de ambas é bem parecida.
Realmente não sei o que fazer. Não sei se alguém vai ler até o fim, digitei tudo de uma vez. Só queria me sentir capaz de ter a minha própria vida, não só financeiramente, mas sem situações que bloqueassem completamente qualquer coisa que eu tentasse e automaticamente fizessem com que eu me sentisse cada vez mais sufocado nessa bola de neve gigante.
submitted by Luizinguitar3 to desabafos [link] [comments]


2020.08.20 19:48 Cepheyy Skylab e Júpiter Maçã

Hoje de manhã 🌅, eram 9 horas 🕘 da manhã, ligaram 📞 pra minha casa. 🏡 Eu atendi. E a pessoa 🤷🏼‍♂️ do outro lado falou assim🗣️: "Skylab, é você mesmo?" 🤔 falei "sou eu, sou eu que tô falando, Skylab." 😳 "é porque vou ser entrevistado 🎙️ por você hoje, eu queria saber se você é você mesmo."🙋🏼‍♂️ "sou, eu sou eu mesmo então." "me da uma prova 🗃️ de que você é você." e eu fiquei completamente desesperado 😨, eu comecei a desconfiar de que eu era eu mesmo 😲. Bem, essa pessoa que tava na outra linha 🧵 no telefone 📞 tá aqui agora ao meu lado. Tô falando de Júpiter Apple. 🪐🍎

É isso aí Skylab. 😉 Um dia um dia se dá yes 👍🏼, outro dia se dá no 👎🏼. Ahmmm... Eu aterrissei no Congonhas 🛬 e já aterrissei com cheiro 👃🏼 de uma espécie de queijo 🧀 porque umas meninas 👭🏼 vieram me masturbando 🤤 dentro do avião ✈️ e eu fiquei com cheiro 🤮 de uma coisa meio... é... aquele produto que vende...

Ricota? 🧀

Ricota, de queijinho. 🧀 Então... Ahhhmm, fiquei meio perturbado 😖 de me apresentar de repente assim pra você com esse cheirinho 🤢, e além do mais o táxi 🚕 do aeroporto 🛫 daqui pra cá demorou ⏱️ bastante e eu fiquei me masturbando ✊🏼🍆, mas como uma menina batendo uma siririca 🎛️. Éhhhmm, então éééé... Agora que estou aqui quero falar 🗣️ com você.

Ali no Sétima Efervescência 💿, você... Você faz uma homenagem 🎤 a Syd Barrett?

Não 🚫. Eu quis tocar 🎸 em Syd algumas vezes, inclusive fisicamente 😏, porque eu preciso, eu vou tocar 👉🏼 em Syd, porque é o meu master 🏆, o meu role master, o maior 🔝 de todos.

É o maior? 😯

Eu respeito você 👤e todos que vêm antes ⏪, mas Syd é uma... I'm sorry. 😔

Isso é histórico. 📆

Deixa eu mexer no pau 🍌. Botar o pauzão 🍆 bem na cara do... Vote 🗳️ em mim... Faz a pergunta. 🙋🏼‍♂️

Por que 🤔 você não se masturba ✊🏼 agora?

Eu não 🚫 me masturbo agora porque eu acho deselegante 🤨. Eu me masturbar 🍆 no seu show eu simplesmente ia achar 😤 uma coisa completamente deselegante 😨. Meu pau é enorme 🤏🏼, cor-de-rosa 💄, todas as meninas sabem 😜 e ficam completamente apaixonadas por isso 😍. Já sou um homem de 50 anos 🎂, sou parecido com um vovô 👴🏼 tarado-

HAHAHAHAHAHA 🤣 eu me lembrei de uma ☝🏼 frase: "não me chame de titio que o meu pau fica duro! 🗿"

É, agora não me chame de vovô 👴🏼 que fica mais duro ainda 🍌. Então, eu tô andando 🚶🏼 por aí e as meninas 👩🏼 estão loucas por mim 🥰 e elas adoram um sexo 👉🏼👌🏼 de putaria 🔞, porque elas gostam de sem vergonhice 😜, porque menina gosta. Elas simplesmente sentem 😩 a sensação da putaria 👩‍❤️‍💋‍👨, né?

Você é a Marlene Dietrich 👩🏼 do rock? 🎸

Eu sou uma lenda do rock 🤘🏼. Eu sou a Marilyn Monroe 👩🏼 do rock. Eu sou Zeppelin 👨🏼‍🦱, como chama aquele menino? 🤔

Robert Plant. 👨🏼‍🦱

Robert Plant! 😝 Eu sou o Robert Plant do rock. 🎶 I want to be here! 😮 How does it call, how does it do it... 🧐 -cantando- 🎤 This is the best man 🔝 in this world. 🌎

E... Vamo falar 🗣️ de Hisscivilization? 💿

Hisscivilization é um disco 💿 futurista 🔜 que eu não sei exatamente de onde veio 🌏 ou pra onde vai 🚗 e pra quem eu fiz 👤 ou pra quem vai. 👤

É o disco 💿 que eu mais gosto ❤️. Tem um camarada 🔨, André Peniche, que fez um DVD 💿, que fez um vídeo 📹 maravilhoso contigo, e ele chegou a falar pra mim 🤨 um dia que você tem um material que nunca foi mostrado 😮, me fala um pouco 🤏🏼 desse material.

A JAPANESE... 🇯🇵 tem minhas maiores obras 🖼️ vivas hoje mas algumas foram queimadas 🔥 em um apartamento 🏘️ em Porto Alegre porque... 👨🏼‍🎤 O negócio é rock and roll. 🤘🏼 Então... A JAPANESE... 🗾

HAHAHAHAHAH 🤣🤣🤣

What's happening here? 🤔 What's that... What's happening there? 😶

É muito bom ouvir você. 🥰

As pessoas se divertem 😂 comigo.

Pra caralho! 😆

Se divertem. 😊

PRA CARALHO! 😄

Se divertem... 😀

Pra caralho. 😃

Aonde eu vou 🚶🏼 eu levo, eu levo, eu levo alegria. 😜

Lógico pô, lógico. 🙄 O DVD 💿 que você gravou 🎥 em Porto Alegre, o primeiro 1️⃣ DVD em Porto Alegre, foi uma coisa linda 😳, as pessoas cantando 🎤... Aliás você sentou no piano 🎹, AÍ EU FIQUEI PUTO CONTIGO 😡, PORQUE VOCÊ FOI SENTAR 🪑 NO PIANO 🎹 PRA CANTAR EU E MINHA EX 👫🏼. E EU FIQUEI PUTO, NÉ CARA? 🤬

Lógico, essa é a melhor 💯 versão de...

Lógico, pô. 🙄

Consertei. 🔧

Lógico, pô. ✅ Aquele DVD é histórico 🏆 né, mas aquele DVD foi lançado 💿, porra?

NÃO FOI LANÇADO NUNCA! 😪

NÃO FOI LANÇADO NUNCA? 😯

É TUDO UMA PUTARIA 🔞, OS CARAS MENTIRAM PRA MIM 😡, DISSERAM QUE IAM LANÇAR O DVD 💿 E EU TINHA QUE CUIDAR🎚️, SÓ QUE ASSIM, EU LANCEI DE FATO 💽, ASSIM, COM MEU AMIGO AQUI 👬🏼. Só tem um detalhe, eu fiquei endividado 💸 no American House, 🏨 American Credicard House... 🇺🇸 E eu ainda fiz tudo, fiz... 😔

HAHAHAHAHA 🤣🤣🤣

E umas putinhas me chuparam 🤤, bem a xoxota 💦 e meu pau 🍆...

Me diga 🗣️ uma coisa, aquele lance que você... 🤨 Aquele lance que você caiu lá do segundo 2️⃣ andar, aquilo ali foi suicídio? 🎗️ Tentativa de suicídio? 🧐 O que que foi aquilo? 🤔 Porque você fala que você queria dar uma volta 🚶🏼 pela janela, ir pela janela, 🏬 mas aquele papo não... ⛔ É aquilo mesmo, é meio estranho 😲 aquele papo, não é? 🚫

Eu vou dormir. 😴

Então foi, né? 🥱

Desculpa 😪, fui longe, desculpa, fui... 😩

Foi um prazer IMENARRÁVEL- 🤝🏼

Não, eu fui longe... 😓

Não, mas foi maravilhoso 😍 pô, essa entrevista 🎙️ pra mim foi uma das melhores 🥇 que nós tivemos no programa 🔫 Matador de Passarinho 🐦, entendeu? Foi assim, maravilhosa 👏🏼, eu acho que o espírito 😇 do programa, com toda a ideia 💡 de silêncio 🤐, de ausência 🚷... Tá tudo aqui nessa entrevista. 😮

Entrevista outro, tomar uma cerveja. 🍻
submitted by Cepheyy to DiretoDoZapZap [link] [comments]


2020.08.20 02:14 Math2611 Indecisão

Bem em 2016 ou 2017, lá estava eu em um belo dia jogando com meus amigos, ai meu amigo começou a ter duvida do que escolher e foi escolher o personagem favorito dele e aí que surgiu a maldita pergunta na minha cabeça, Qual meu personagem FAV?

O tempo foi passando e eu não achava a resposta, ai eu comecei a passar por certas fases, primeiro eu comecei a pensar que você gosta do que parece com você, e tentei procurar personagens parecidos comigo e ''achei'' alguns e pensei pronto são esses e agora estou livre, mas não eu comecei a pensar e a me perguntar mas sem resposta.

Então eu comecei a classificar personagens em três categorias: Heroi, Anti-Heroi e Vilão, e comecei a me perguntar o que eu sou, para escolher e qual eu gostaria mais (obviamente não deu certo), a angústia continuou e ai eu comecei a classificar em protagonista e personagem secundário , também não funcionou.

Até agora esta tudo bem, já que é só personagens algo não muito relevante, mas eu comecei a me questionar de tudo, serio tudo mesmo, eu fico me questionando se escolho entre X Y ou Z, mesmo sem precisar escolher, a minha mente fica cheia com isso, as vezes acabo sentindo dor de cabeça e não consigo dormir, tentando achar a resposta ''certa'', eu sei que eu posso gostar de coisas diferentes e de várias ao mesmo tempo mas é como se eu não aprendesse, é sempre assim, eu me mato de pensar, acho uma resposta, começo a escolher as coisas e depois me arrependo e penso em pegar o que era diferente, e assim o ciclo recomeça.

Isso já virou um pesadelo, um saco, eu perturbo meus amigos com isso, sempre tento conversar com eles, mas da na mesma eu acho uma resposta e volto ao ciclo, isso não para nunca. Agora eu não consigo assistir um filme, anime, video ou então jogar algo que já vem a maldita pergunta... o que eu gosto?

Não consigo fazer mais as coisas, fico sem vontade e vou deitar na cama, mas eu quero muito continuar jogando só que ter que escolher é dificil, e eu ainda vou ter que escolher uma profissão para seguir e ainda soma isso tudo de antes e minha cabeça fica cheia, é cansativo...
submitted by Math2611 to desabafos [link] [comments]


2020.08.19 19:50 anonima-sua-amiga Fui babaca por contar a minha tia que seu marido a traia e me assediava no dia de seu aniversário de casamento?

Oi Luba, editores, possível convidado, gatas e turma que está a ver.
*aviso, essa história ocorreu a 2 anos atrás, quando estava com 12 anos (hoje estou com 14), e também me desculpe pela história gigante, eu quando escrevo qualquer coisa gosto de deixar todos os detalhes*

Eu sempre fui mais próxima da família do meu pai do que da família da minha mãe (nós só nos vemos em datas comemorativas ou em feriados), então eu tinha mais contato com a minha tia, meu primo e meu tio. Minha tia é médica e trabalha muito, então vejo ela com menos frequência, meu tio é policial que trabalha em outra cidade em monitoramento nas estradas, então eu o vejo raramente. Meus tios se casaram por conta do meu primo, porque minha tia engravidou dele e na época ela teve que se casar com meu tio para não dar algum B.O. na justiça (não sei muito bem sobre essas coisas, mas só sei que ela teve que se casar com meu tio por causa do meu primo), na época ela não sentia nada pelo meu tio, e ele igualmente por ela, mas acho que com o tempo eles começaram a se gostar. Desde muito nova meu tio adorava me dar doces e eu como uma bela criança aceitava porque não existe outra coisa que criança mais gosta além de doce; e com os doces que ele me dava, eu comia, brincava, e quando me sentava ele começava a fazer carinho em mim. Na época eu não me importava porque não sabia, mas ele sempre fazia 'carinho' perto dos meus seios e bunda, mas ele fazia de um jeito que me desse sono, então eu não reclamava, já que sempre dormia. Ele também sempre quis ter uma filha, então quando eu ia na casa dos meus tios e eu ficava vendo meu primo jogar videogame (já que eu gosto mais de assistir do que jogar em si), ele sempre ia pro quarto onde estávamos, ficava deitado perto de mim, fazendo carinhos naqueles lugares, sempre dando mais atenção pra mim do que seu próprio filho. Meu primo não sei dizer, não sabia se ele não via ou simplesmente não se importava, porque ele em nenhum momento soube disso. A dois anos atrás, minha tia resolveu fazer um encontrinho entre família e alguns amigos dos meus tios para poder comemorar seu aniversário de casamento pela primeira vez (já que ela nunca comemorava), e me chamou, assim como meus pais, mas eles não podiam pois no dia estavam atolados com trabalho, então fui eu junto da minha avó. A festa correu bem, eu ficava perto dos salgadinhos e as vezes conversava com meu primo, até que chegou a hora de eles fazerem uma reunião entre meus tios. Teve bastantes declarações entre eles e essas coisas fofinhas, até que quando estava prestes a acabar a reunião, eu sai pra poder ir ao banheiro e quando estava voltando para o local, eu sinto alguém me puxar, me oferecendo um doce (não é preciso ser um gênio pra saber que era meu tio). Eu, que nessa época tinha acabado de descobrir sobre assédio e essas coisas (já que meus pais trabalham o dia inteiro e não tinham tempo pra me explicar sobre isso e a minha avó que achava que era melhor meus pais falarem sobre isso comigo e não ela, eu antes disso tudo tinha descobrido o que era assédio na internet e na hora fiquei chocada e horrorizada), eu tinha recusado, dizendo que queria voltar pra reunião o mais rápido possível. Ele me soltou, e disse que estava indo também, e nós dois fomos juntos. Eu estava extremamente desconfortável na sua presença, lembrando de tudo que ele fez, me afastando cada vez mais de seu corpo. Chegando na reunião, quando minha tia falou que quem quisesse se posicionar sobre alguma coisa, poderia. Naquela hora eu estava com uma puta vontade de levantar, então eu fiz e minha tia me permitiu falar. Eu falei pra todo mundo todos os assédios que ele fazia comigo, o estupro que ele quase cometeu comigo também, além de possivelmente trair minha tia; já que quando eu ia na casa deles, os horários que ele saia e voltava eram muito suspeitos, então eu especulei isso (no final eu acertei, já que depois de tudo ele realmente admitiu que traia minha tia). Começou um alvoroço do caralho, minha tia indignada questionando meu tio sobre isso, meu tio me olhando com raiva, meu primo metendo o foda-se ligando pra nada jogando no celular com um olhar confuso, os amigos dos meus tios surpresos, e eu e a minha avó olhando para a cena com um olhar pleno, adorando ver o circo pegar fogo (quando eu descobri o que era assédio, eu contei pra minha avó, por isso que estava pleníssima). Sobre o estupro citado lá em cima, foi em um dia em que eu tinha meu curso de inglês e eu estava 0% disposta a ir, por isso fingi dormir para poder faltar. Meu tio estava lá, e quando ele percebeu que minha avó estava distraída vendo a novela dela, ele veio no meu quarto, subiu em cima de mim, e começou a me tocar em todo lugar. Eu estava fingindo dormir, para poder tirar minhas conclusões de se aquilo era realmente assédio mesmo (eu já tinha a conclusão, mas eu queria ver até onde meu tio seria capaz de ir), e quando eu percebi que ele estava prestes a tirar o cinto, eu fingi acordar falando que queria ir no banheiro e ele foi embora de lá. Conclusão: meus tios se divorciaram, mas estão passando essa quarentena juntos por conta do meu primo. Meu pai ficou sabendo disso tudo, menos minha mãe, porque se não ela poderia até matar meu tio se deixassem; e eu nunca mais vi meu tio de novo.

Desculpa de novo pela história grande, e foi isso
submitted by anonima-sua-amiga to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.02 20:13 chef_122 EXPERIMENTANDO COISAS NOVAS

Oi vocês deve já me conhece, sou aquele cara que tem a vida virada pra lua conhecido vulgo playboy, trabalho estudo e faculdade as novinha em todas as festas se derrete quando passa na frente delas, mais não vim aqui pra te falar da minha vida boa, vim compartilhar minha vida experimental coisas que todos um dia vai passar e acabando enfrentando de frente, porque a melhor maneira de se passar por uma experiencia é você provando dela e tirando proveito pra sua vida pessoal, então tudo começou quando meu irmão resolveu namorar uma ex mina que eu ficava, sempre fui um cara solteiro e sem me envolve com ninguém fui levando minha vida tranquilo, quando derrepente me dei conta eu já estava na putaria de novo só que a putaria era nova, a putaria seria comer a mulher do meu irmão kkkkkk, é realmente existe pessoas assim como eu que comeria mesmo até pois todo mundo quer uma cunhada que te trate bem que eleva sua auto estima principalmente quando tu precisa de carinho e ela acaba te dando aquele carinho que precisava, entretanto teve uma certa noite que acabei dando pt dentro do quarto do meu irmão kkkkkk, quando fui ver tava deitado na cama em baixo do lençol só vendo aquele baby doll dela rosa, aquilo foi lindo pra mim pois saberia que teria tudo só pra mim, acabei não me aguentando comecei alisa ela até chega naquela camada de pele que todos esperam, quando derrepente sinto uma mão mexendo na minha eu doidão não pensei duas vezes deixei a mão ali mesmo quando me dei conta a mão empurro a minha e ouvir meu irmão falando o irmão vai dormir ta tarde já, minha cunhada vira com a voz de sono e diz deixa ele dormir ai tem problema não, na hora fingir que tava dormindo quando percebi que ele agarro ela pro lado dele levantei da cama e sai do quarto de maluco dizendo que ia dormir, depois adiante eu percebi que meu irmão tem andado competindo comigo, não sei se ele sabe que a mulher dele gosta de mim, mais eu não vejo problema dela querer se satisfazer cmg é a vida e a vida é bela
submitted by chef_122 to u/chef_122 [link] [comments]


2020.08.01 09:38 so-rare Sou babaca por me recusar a ter contato com a namorada do meu pai?

Olá Luba, editores, turma, gatas e possível convidado! Minha história é a seguinte: eu tenho 20 anos, e moro com meu irmão de 13 anos e minha mãe no Rio, e meu pai mora em São Paulo por causa de trabalho desde 2014, ano em que eles se separaram. Enfim, meu pai já está em outro relacionamento desde 2018, com a — vamos chamá-la de — Carls. No início, obviamente eu não fiz muita questão de conhecê-la mas nunca tive problemas com ela, porém a Carls é extremamente ciumenta e possessiva com meu pai e fez ele bloquear a minha mãe no whatsapp e desfazer amizade no facebook com ela e com todos os amigos em comum que tivesse com a minha mãe, amigos dele! A Carls também já criou vários fakes pra tentar ser amiga da minha mãe pelo face pra ver as publicações dela, mas ela nunca aceita porque sabe exatamente quem é, também vive mandando mensagens pra minha mãe dizendo coisas horríveis. Ela já jogou o celular do meu pai pela janela do carro em movimento por ciúmes e o proibiu de entrar na minha casa porque minha mãe estaria aqui. Enfim, ano passado eu me vi sem saída e fui no hotel que meu pai, a Carls e a filha dela, estavam hospedados em um feriado aqui no Rio. Chegando lá meu irmão estava passando mal e acabamos ficando pelo quarto deles no hotel, e meu pai saiu pra comprar remédio pra ele e ficamos eu e meu irmão com a Carls e a filha no quarto. Eu estava deitada com meu irmão na cama e ela chegou me abraçando por trás e alisando, dizendo umas coisas bem creepy tipo “nós seremos uma família agora” “agora eu também sou sua mamãe” “seu pai é meu agora” e eu comecei a ter uma crise de ansiedade fudida e liguei pra minha mãe ir nos buscar no hotel e nos levar pra casa. Depois desse episódio a Carls passou a não ir muito com a minha cara, porque eu comentei isso tudo com meu pai e ele só disse “filha, ela é canceriana (USOU SIGNO), é assim amorosa” e eu SURTANDO DE ÓDIO. Carls seguiu sendo a stalker número 1 da minha mãe e sendo extremamente afrontosa por meses até chegarmos ao episódio do Natal. Meu irmão está na fase gamer e ele ama gastar todo o dinheiro dele em compras nos jogos, e na noite de natal ele estava jogando e mandou mensagem pro meu pai perguntando se ele poderia passar uma compra de 3,99$ no cartão dele. APENAS ISSO. E meu irmão foi surpreendido pela CARLS respondendo com um áudio (OBS.: eu tenho esse áudio então posso transcreve-lo exatamente aqui). “~som de festa ao fundo~ Ei relaxa! Isso não vai mudar. Eu to com o seu pai e a gente ta junto, entendeu? Não vai mudar. Então, nesse ano, ano que vem, daqui a 10 anos, não é mais a mamãe, é o papai. Quando você quiser pedir alguma coisa pra ele, você tem que falar comigo TAMBÉM, tá bom? E ele não vai ter dinheiro agora, e a hora que ele tiver dinheiro ele vai te ajudar e acabou a história! A gente ta no Natal, não adianta tentar falar com papai agora, porque a gente ta curtindo aqui, ta? Curte com a mamãe, vocês quiseram ficar com a mamãe, agora curte com ela, ta bom?”. ELA ESTAVA NITIDAMENTE ALCOOLIZADA. Meu irmão começou a chorar muito quando ouviu e chamou eu e minha mãe pra nos mostrar a conversa. Eu fiquei com um ÓDIO. LUBA, AQUELA NOJENTA FEZ MEU IRMÃO CHORAR NA NOITE DE NATAL E ANIVERSÁRIO DELE (SIM, ele nasceu na manhã de natal). No dia seguinte eu liguei pro meu pai conscaralho, e ele defendeu ela dizendo que ela toma muitos remédios tarja preta e bebe, aí fica desse jeito, falando nada com nada, SURTA, e pra eu relevar e esquecer o assunto. E foi aí que tivemos o episódio do Ano Novo. Passei o réveillon com minha mãe, irmão, meu namorado e parte da família da minha mãe e na hora da virada meu pai nos ligou, falamos com ele, só felicidade, quando ele ia passar pra Carls fingimos que a ligação estava ruim e desligamos. Tudo ok até ai. Depois de meia-noite, meu namorado e eu fomos pra casa de um amigo pra passarmos a madrugada com nossos amigos. Pegamos um uber e no caminho ~adivinha~ ligação do meu pai. Atendi e escutei a voz de Carls no telefone dizendo que estava se divertindo muito no Réveillon com meu pai em São Paulo, debochando de mim e jogando na minha cara que eu não pude estar com ele, dizendo que se eu escolhi estar com a minha mãe para que eu parasse de procurá-lo. Eu logo perdi a paciência e soltei a lingua nela, disse que meu réveillon estava ótimo e que eu ia desligar logo pra não dar tempo de ela estragar isso também. No dia seguinte, mais brigas com meu pai e ele sempre falando sobre ela misturar os remédios com álcool e que ela não é uma má pessoa, que ele a ama e que ele fica muito ferido de nós não aceitarmos nos aproximar dela e eu sempre acabo me sentindo PÉSSIMA por não aceitar esse contato, pois sinto que isso o fere muito, mas ele com certeza não imagina o quão difícil é pra mim e meu irmão passarmos por tantas humilhações. DITO TUDO ISSO, esta semana ele, Carls e a filha dela vieram ao Rio, e meu pai voltou a insistir que nós nos aproximássemos dela e saíssemos juntos. Inclusive como minha mãe é bloqueada pelo celular do meu pai, a Carls pegou o número da minha mãe e ela mesma mandou mensagem dizendo pra ela deixar eu e meu irmão sairmos com eles. Sendo que minha mãe sempre foi muito neutra na história, ela não gosta da Carls porque ela é extremamente desrespeitosa e desagradável com ela, mas se eu e meu irmão quiséssemos sair com eles, nós quem decidíamos. Meu pai nos procurou sozinho ontem, já que seus insistentes convites pra almoçar com eles falharam. Brigamos feio, gritamos um com outro, as pessoas em volta olhando, os três choraram e ele aos prantos dizendo que queria que nós fôssemos mais compreensíveis e pudéssemos começar do zero, que ela mudou os remédios e está melhor, ele a ama e ainda tem esperança que nós vamos dar o braço a torcer. Refleti muito sobre tudo e disse a ele que se ela pedisse desculpas pela forma que nos tratou e deixasse nossa mãe em paz, nós poderíamos tentar recomeçar. Meu pai voltou pro hotel e nós ficarmos esperando uma resposta. Enquanto isso minha mãe recebeu uma mensagem da Carls dizendo que era muito feio o que ela estava fazendo PROIBINDO eu e meu irmão de vê-los e dizendo pra ela desistir, porque meu pai nunca mais voltaria pra ela (??????). Minha mãe namora e COM CERTEZA NÃO QUER MEU PAI DE VOLTA. E ela jamais nos proibiria de ver meu pai, nós quem não queremos contato com A CARLS apenas e isso acaba o afastando de nós. Hoje meu pai reapareceu chamando para comer pizza com eles, eu insisti se ela pediria desculpas e ele desviou das perguntas. Disse que nós somos mais novos e devíamos relevar mais. Que estamos machucando ele porque ela é a mulher que ele ama. Perguntei por que ela não pode simplesmente pedir desculpas, se ela melhorou pode reconhecer o erro e pedir desculpas, certo? Se ela ama meu pai e sabe o quanto isso significa pra ele, poderia ceder. E ele respondeu apenas “Gente não vai rolar! Estou cansado e com dor de cabeça. Vou tomar banho e dormir! Bjs!” e continuou online por horas, ou seja, apenas fugiu da situação porque provavelmente ela se recusou a pedir desculpas. ENFIM, e aí Luba, sou babaca por não querer contato com minha madrasta mesmo com meu pai implorando?
submitted by so-rare to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.27 07:32 ias7 "se acontecer algo com o pai, tu não vai fazer nada pq tava dormindo?"

Oi gurizada (sim sou Gaúcha) do reddit, empregados remunerados e não remunerados (nós) e gatas
Bom, vou direto ao assunto. Tenho 2 irmãos apenas por parte de pai, mas pra mim é como se fossem "irmãos por inteiro". Sou a mais nova dos filhos, tenho 16 anos (faço 17 agora dia 07/08), o mais velho tem quase 34 e o do meio 31. Sempre fomos unidos, abrimos até uma uma loja de roupas sobre futebol juntos.
Mas umas semanas atrás nosso pai foi diagnosticado com angina (entupimento em uma veia), ou seja, ele estava com um problema cardíaco (ele vai fazer 66 em setembro). Até ai tudo bem, nós precisávamos apenas tratar, uma semana depois ele foi a um doutor que mandou ele fazer um cateterismo que ele faria logo no final daquela semana mesmo.
Meus irmãos entraram em desespero, estavam extremamente estressados e ansiosos e eu estava apenas um pouco apreensiva. Eu precisava segurar a barra, eu moro com meu pai, se ele me visse desesperada ele teria um treco. Até porque, entre os 3, eu seria a filha mais atingida, não só emocionalmente mas como financeiramente já que ele e minha mãe sustentam a casa, pelo menos até a loja começar a dar lucros.
Eu tenho depressão, então eu PRECISAVA manter o controle, ter uma crise era tudo que eu menos queria. Mas ai um dia meus irmãos vieram aqui, me viram do meu jeito fria, tinha acabado de acordar então nem feliz eu tava. Aquilo pareceu ser uma ofensa a eles. Fiquei no meu quarto pra fazer meus trabalhos, já que ainda estudo e tava abarrotada de coisas.
Eles entraram no meu quarto, começaram a me dar um sermão de como eu deveria agir com meu pai sem e ainda deixaram a entender que eu não me importava. Disseram que o pai não podia fazer esforço e eu precisava monitorar. Eles falaram que o pai foi ao mercado e sentiu dor e que eu não podia deixar isso acontecer. Tentei explicar que eu tava dormindo por que virei a noite fazendo trabalho da escola, mas de nada adiantou, óbvio. Ai veio a pérola "se acontecer algo com o pai, tu não vai fazer nada pq tava dormindo?" velho aquilo me destruiu, eu me senti tão culpada mesmo não achando que tinha culpa. Depois disso, eles desceram ficaram mais um pouco e foram pra casa.
Mano eu só queria fazer meu trabalho, era só isso, mas nem isso conseguia por que eu não conseguia para de chorar (não chorei na frente deles). Meu pai me teve com idade, me criou pra agir de maneira racional nesses momentos apesar pq ele sabia que poderia morrer cedo na minha vida. Depois daquele dia meu pau foi pro exame, descobriram que ele tava com 99% da veia entupida, fizeram angioplastia nele e agora ele ta bem.
Mas desde aquele dia eu estou MUITO magoada, nenhum deles pensou 1 segundo em como eu tava me sentindo. Eles eram os adultos da situação, não era eu que precisava manter a calma e pensar racionalmente. Mais tarde o que mais foi grosso comigo me pediu desculpas, mas obviamente ele só pensou tipo "eu tava certo mas acho que fui muito grosso" e pediu desculpas pra não pesar a consciência. Meu pai sempre falou que família era mãe e pai, irmão é agregado. Eu não queria concordar, mas isso me mostrou que é verdade, não é em mim que eles vão pensar quando o calo apertar. (contei pro meu pai e ele concordou, mas ele não gosta de julgar os filhos)
Edit: Esqueci de dizer que ando tendo muitos problemas pra dormir, desde aquele dia, sempre que to pegando no sono me vêm na cabeça algo muito ruim que pode acontecer e eu desperto
Sou idiota por estar tão magoada?? Me dói muito pensar sobre o que aconteceu, nunca mais quis velos da mesma forma. Desculpa o texto grande, precisava desabafar também
submitted by ias7 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.23 21:54 lylipoppy Ninguém imagina a tortura que estou passando

Tem mais ou menos um mês que minha avó me colocou pra fora de casa, e depois que isso aconteceu tive que me virar nos 30 e procurar um lugar pra morar recebendo uma miséria. Mas depois que isso aconteceu a minha vida virou um verdadeiro inferno.
Minha avó está me perturbando demais, quando sai levei comigo minha cachorrinha, e ela é o único vínculo que temos. Mesmo depois que sai de casa eu continuei levando minha cachorrinha para a casa dela por que ela gosta muito do animal e eu com pena levava. Até que um dia ela teve um surto de raiva do nada e meu irmão disse para não levar a cadelinha mais lá.
Até aí tudo bem, comecei deixar a cachorrinha em casa quando ia trabalhar e foi a partir disse que tudo piorou. Ela começou a mandar mensagem e ligar querendo a chave da minha casa para entrar lá pra pegar a cadelinha, como ela sempre quer ter o controle de tudo obviamente não entreguei a chave, pois a casa é minha e ela tem um mau costume de mexer em tudo que é particular dos outros.
Meu irmão me ligou me ameaçando dizendo que iria vir no meu trabalho pegar a chave pra entrar lá, e seria melhor eu dar caso contrário ele iria me fazer passar vergonha, fiquei com medo pois ele já me bateu uma vez. Liguei então pra minha mãe e disse o que tava acontecendo, ela disse pra mim entregar a chave, mas fui firme e disse que não deixaria isso acontecer.
Pedi meu chefe para sair para resolver um probleminha e fui então pegar a cachorra e levar na casa da minha avó, disse no portão pra ela que ela não iria mandar na MINHA CASA, pois ela não paga nada lá.
A tarde ela teve outro surto de ódio e disse que não queria mais a cachorra na casa dela. No outro dia continuei deixando a bichinha em casa, e minha avó tornou a me infernizar mandando uma vizinha minha gravar o cachorro latindo (pois ela nunca ficou sozinha e tá tendo que acostumar agora), então ela me ligou dizendo que iria me denunciar por abandono de animais, wtf é um cachorro dentro de casa com água e comida, mas mesmo assim ela quer me denunciar por esse fato absurdo.
No telefone ela começou a dizer que ia chamar a polícia, que eu era uma PUTA, uma VAGABUNDA e que eu sai de casa pra “dormir com homem” sendo que tem 5 anos que namoro, me chamou de piranha e ficava o tempo todo repetindo que eu era uma cachorra.
Isso tudo é uma confusao muito idiota, eu sei, mas ela tá surtada e não aceita ajuda médica, ela também disse que vai se enforcar mas já deixou uma carta escrita dizendo que eu sou a culpada dela ter se matado. Eu não aguento mais, eu não faço ABSOLUTAMENTE NADA, quem me conhece sabe que ela tá completamente doida, surtada... sem contar que quando fui levar a cachorra na casa dela ela me ameaçou com uma faca, atoa... sem razão.
Isso tá uma tortura, esta atrapalhando no meu emprego e na minha vida, mesmo eu longe dela, morando longe dela, ela consegue controlar a minha vida e fazer com que eu deseje arduamente minha morte... eu sei que ninguém vai entender o que to passando até porque contei a situação resumidamente, mas não tenho mais forças pra lidar com ela. E não adianta cortar ligaçoes e parar de atender ou de ir lá, ela coloca terceiros no meio da história, gente que eu nem conheço vem no meu serviço a mando dela...
Sei lá... não sei até quando eu vou aguentar isso, achei que saindo de casa as coisas iriam melhorar, mas me enganei.
submitted by lylipoppy to desabafos [link] [comments]


2020.07.15 03:49 americanV2015 Estou muito confuso

Cara, eu tenho um namorado bem foda, nós nos damos bem, estamos juntos tem quase três anos. Caminhamos na mesma sintonia, nossos objetivos combinam e tal, mas tem algumas questões que nos rondam há algum tempo, irei lista-las:
1) o fato de ele ser muito “calmo” e eu ser mais agitado, gosto de sair, aproveitar e tal, afinal, somos bem jovens, temos 23 e 25 anos. Ele gosta de dormir bastante e ficar em casa, não curte muito lugares agitados, sempre que estamos saindo é ele q fala que já quer ir embora e tal.
2) Ele da praticamente todo salário para mãe, sem necessidade alguma, visto que todos que moram na casa dele trabalham. Isso é muito ruim, pq acabamos ficando sem liberdade e quando saímos eu tenho que desembolsar a maior parte dos roles. Fora que, temos planos de morar juntos e não conseguimos guardar dinheiro por isso, o que me deixa meio sem perspectiva. Ele diz que não aguenta a pressão e o inferno que a mãe dele faria caso parasse de dar esse dinheiro.
3) a mãe dele é um pouco limitada por alguns problemas de saúde e mesmo estamos só namorando já rola coisas tipo “vamos nos mudar e em um futuro não muito distante minha mãe terá que morar com a gente”, sei lá, entendo que em algum momento os pais precisam da gente, mas gostaria de ter mais tempo de uma vida só ele eu antes disso acontecer. As vezes sinto que ele “vitimiza” muito a mãe dele.
Essas são as principais coisas que não param de rodear minha cabeça. Sempre soube de tudo isso desde o início, mas imaginava que algumas coisas mudariam e não mudaram, agora me sinto sufocado e limitado, principalmente pela parte financeira, a qual não nos permite concretizar nada que planejamos, até pq n quero sair bancando tudo sozinho. Ele é cheio de sonhos e de objetivos, porém fica muito estagnado principalmente por não colocar limite em relação a essa quantia abusiva que dá em casa.
Tudo isso tem me desgastado de uns tempos pra cá, as vezes me pego pensando no meu ex, em tudo que vivemos, as loucuras, as intensidades, e fico com saudade dele, sentindo desejo e depois fico me odiando por isso. Nosso relacionamento não deu certo pq éramos muito infantis, mas tínhamos muita química em tudo. Nunca voltei a pensar nele até começar a sentir essas coisas em relação ao meu atual. Sei lá o que acontece comigo.
submitted by americanV2015 to desabafos [link] [comments]


2020.07.12 18:46 rayaane menino que se esfaqueou por mim, prima louca e meu amigo corno

olá, esta história vai parecer MUITO fake mas eu juro que não é (porém queria que fosse)
Nessa história: Léonardo (menino que se esfaqueou) marcos (corno) Júlia (fez marcos de corno) prima do Leonardo (prima horrível que deixou o próprio primo quase se matar)
Tudo começou num grupo no Whatsapp. Meus amigos da escola costumavam criar muitos grupos e eu odiava isso, saia de quase todos por falta de assunto. Marcos fez um e adicionou uns amigos dele e alguns colegas de sala. Papo vai papo vem, foi quando Leonardo me chamou no pv. A gente começou a conversar e tava legal, nada demais. Pedi uma foto dele e ele mandou. Ele só pediu a minha um tempo depois e eu mandei (por quê rayane de 2019?). A gente continuou conversando e tal tudo normal. Até Marcos adicionar Julia. Ele disse que era uma web namorada. Eu não gostava dela, não era ciúme, nada, eu só não gostava dela (e com razão porque ela traiu ele um pouco depois e ainda postou no status a foto do "novo namorado" dela.) Marcos ficou triste mas ela terminou com o outro e voltou com o marcos de novo. E OLHA QUE COINCIDÊNCIA, ELA JÁ NAMOROU COM O LEONARDO E TRAIU ELE. Leonardo me falou sobre isso e disse que odiava ela. E nesse tempo eu fui criando intimidade com ele. Ele me tratava muito bem e era engraçado. Eu percebi que ele tava gostando de mim um tempo já, ele me chamava por apelidos carinhosos e eu achava meio brega. Até que um dia o Leonardo disse que queria namorar comigo e que ia vir pra minha cidade me ver, eu fiquei tipo: ???. Eu tentei falar pra ele que não queria nada com ele e ele ficou "ai você não gosta de mim pipipipopopo". Ele disse que iria me conquistar quando fosse na minha cidade, E DISSE QUE IRIA NA MINHA ESCOLA DE SUSPRESA. Eu fiquei em panik porque eu já tinha dito à ele onde eu morava, mas ele não sabia onde eu estudava (kalm). Então eu falei: "você nem sabe onde é minha escola mesmo". E ele disse que sabia, eu perguntei como e ele disse que já tinha planejado tudo, E DISSE QUE UMA DAS MENINAS DA MINHA SALA DISSE À ELE ONDE EU ESTUDAVA. Eu fiquei em panik denovo. Tava de madrugada e eu disse à ele que ia dormir, passei o resto da noite pensando naquilo. No outro dia fui pra escola meio bugada. É agora que a alice entra na história. Marcos terminou denovo e começou a namorar com a alice, que era melhor amiga da Julia. Quando voltei da escola Leo tinha me mandado algumas mensagens sobre o assunto da noite anterior, eu evitei falar sobre isso e comecei a falar sobre outras coisas e nós continuamos conversando. Mas como a vida sempre me dá uma rasteira, pra minha desgraça o assunto veio átona pela noite, tinhamos passado a tarde inteira conversando. Eu disse que realmente não queira nada com ele além de amizade, e mesmo que eu quisesse eu não poderia porque minha mãe não iria deixar já que sou nova ainda. Ele disse que conversava com ela e eu tentei convencer ele que não então ele disse que ia se matar, disse que tava bebendo e ia se matar 12:00. Eu entrei em panik denovo e fui falar com a alicia já que ela é da familia dele, pedi pra ela falar com a mãe dele, e ela simplesmente disse; "eu não".ela disse que ele ia mesmo, que ele sempre faz o que diz. Eu pedi que ela o ajudasse e ela disse que queria ver ele morto. Tentei convencer ele á não fazer isso mas ele não respondia, chegou 12:00 e ele sumiu. Uns vinte minutos depois a mãe dele falou comigo pelo celular dele, perguntou o que aconteceu e eu expliquei, ela disse que chamou ele pra jantar umas 10 vezes mas ele não respondeu então ela foi no quarto dele e viu ele com uma faca na mão e desmaiado todo melado de sangue (FUCKING PANIK) ela disse que levou ele pra o hospital e tava esperando ele acordar e me mandou uma foto dele no hospital. Ela disse que quando ele acordou a primeira coisa que ele diase foi meu nome. Um tempo depois ele mandou mensagem mas eu não respondi e bloqueei ele.
Em fim, Marcos terminou com alicia, alicia se ferrou por deixar o primo quase se matar, e eu me afastei completamente desse povo doido, toda vez que eu lembro disso eu fico com vontade de dar uma facada na rayane do passado, eu mudei muito de lá pra cá eu era muito otária puta que pariu.
Ninguém mais sabe essa história além de mim e os envolvidos, EU NÃO DESCOBRI QUEM DISSE PRA ELE ONDE EU ESTUDAVA ATÉ AGORA.
Peço desculpas por qualquer erro de ortografia e por a historia ficar muito grande, obrigado á todos que leram.
submitted by rayaane to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.10 23:22 Manutenceiro meu amigo n tem noção de horário em várias coisas q a gnt vai fazer

eu geralmente jogo e faço tudo com 3 amigos meus. Deles, 2 moram longe da minha casa, mas um desses amigos é do meu prédio. Geralmente a gnt fazia mt coisa junto antes da pandemia e tal, e ainda faz, só q tem um bagulho dele q eu acho mei bizarro. Tipo, ele demora pra krll pra ler minhas mensagens, e as vzs eu mando uns ngc ele só lê dps de algumas horas ou um dia dps tlgd, e tipo, isso eu já to acostumado pq ele sempre foi assim, mas sla, eu só acho meio zuado qnd a gnt combina de se encontrar, tanto antes da pandemia começar qnt agora, as vzs ele acaba dando bolo e n indo. Antes da pandemia ele ia várias vezes comigo no cinema, qnd ele lia as msg na hora, mas tinha algumas vzs q ele lia os ngc na hora e falava tipo "Ah blz, to descendo, me espera ai embaixo" ai eu esperava umas meia hora, e faltando tipo, 2 minutos pra começar o filme ele descia e falava pra gnt ir, ou sla, qnd já tava perto de começar o filme e ele ainda n aparecia eu ficava chamando ele e ele falava "Vai indo q eu já vou, te alcanço" e as vzs n ia. Tem outras vzs q eu chamo ele, ele lê as msg e responde "Blz, bora" mas qnd chega na hora o cara some, para de ler, de ficar on, e ai qnd vou ver tá em cima da hora, chamo ele, ele n responde, ai qnd eu ligo ele fica on e fala "Po cara, n faz isso, vai sem mim" tlgd?
To postando isso justamente pq aconteceu algo parecido hj. Eu fiquei sabendo q ele tava meio mal por esses dias, nada mt grave, mas tipo, ele n tava se sentindo mt bem por esses dias e tal, e eu vi q ele n tava entrando pra jogar com a gnt, ou se entrava era umas 3 hrs da manhã tlgd, qnd td mundo já tá saindo pra dormir, enfim, de boa pq ele tá ruim por enquanto. Só q sla, minha mãe sugeriu tipo "Poxa, já q ele tá meio down, pq tu n chama ele pra descer e vcs ficam conversando já q ele gosta mt de vc?" e ai foi isso q eu fiz, qnd era uns meio dia eu perguntei se ele n queria descer pra gnt trocar uma idéia e tal, relaxar e espairecer a mente, ele falou q queria e ai eu falei q só n podia ser mt cedo pq eu ia ter aula de tarde e tal. Deu 4 horas (q é o horário q a gnt geralmente sai junto, se encontra, etc) e mandei mensagem pra ele, e mais uma vez o cara some, tava chamando ele, até q umas meia hora dps ele aparece falando "Blz, já vou descer", passa mais uma hora, 5:30 da tarde e eu ligando pra ele e mandando mensagem, ele fez uma piada e disse q já ia descer, e dps mais uma vez ele evaporou, parou de atender minhas ligações, de ler minhas mensagens, enfim, voltei pra casa cansado de esperar e to escrevendo isso.
O pior cara é q qnd eu falo pra ele q n fui no lugar ou deixei de fazer alguma coisa pq ele furou um compromisso, ele fica puto comigo! Qnd eu n ia no cinema pq ele demorava pra se arrumar, ou n ia sla, caminhar pq tinhamos combinado de ir na casa dele ficar tocando música e ele n lia minhas mensagens, por exemplo, ele fica puto e fala "Po velho, tu n precisa de mim pra fazer as coisas, desculpa ae mas n precisa, faz tuas coisas e tal bla bla bla...". É quase sempre assim: Eu espero ele pra fzr alguma coisa, ele se atrasa ou nem olha as mensagens, e ai eu tbm n vou fzr a coisa e falo q foi pq ele furou (q é a verdade), ele fica puto comigo! Sendo q já teve várias vzs q a gnt ia ver um filme e ele demorava mt pra se arrumar, eu ia sozinho, assistia e qnd ia ver ele me respondia uns 10 minutos q eu já tava na sala de cinema falando "Pronto, desci. Kd vc? Cara? Kd vc?" e ai eu respondia q ja tinha ido pq se n ia perder o horário e mais uma vez ele ficava puto comigo, falando "Po cara, eram só 10 minutos, podia ter me esperado bicho". Eu acho essas coisas em relação à horário meio zuado por parte dele pq isso zoa mt role, e dps ele n quer q a gnt fique puto com ele tlgd? Se eu pudesse eu mudaria isso nele, mas n sei como kkkkObs: acabei de escrever esse post 6:20 e ele ainda n leu minhas mensagens de hj, ou seja, combinamos umas 3:40 de se encontrar no subsolo do prédio pra trocar uma idéia e ver se ele ficava menos down, ele aceita, deixamos td combinado, tudo certinho, e na hr q é pra ir ele fura, se atrasa, e provavelmente daqui a pouco eu vou entrar pra jogar online com os amigos dele lá por umas 8 da noite, ele vai entrar umas 1 da manhã, eu vou perguntar pra ele "Po bicho, pq tu n desceu hj? n tava tudo combinado certinho?" e ele vai ficar puto falando "Po vei, tu n precisa de mim pra fzr as coisas bla bla bla", ficar dando sermão sobre n ter q esperar os outros, etc...
UPDATE: 3 horas dps do combinado o cara finalmente aparece falando "Po cara, tava dormindo. Quer ir agora então?", mas agora ja tá mo tarde e sla, perdi a vontade tbm, foda isso
submitted by Manutenceiro to desabafos [link] [comments]


2020.07.06 13:14 _st3lla_dan1el_ O Ex e a “amiga”

Ex namorado e “amiga”
ISSO É UMA HISTÓRIA OP Saudações, Luba sem barba, turma, gatas, papelões e editores, eu prefiro não falar meu nome pq foi um acontecimento q eu tive q n me orgulho, me deixou muito mal e tenho pessoas que tomaram lados diferentes do “meu” se vc quiser pode fazer voz de menina de 14 anos, ent vamos para a história
Só pra dar um pouco de contexto, eu namorei um garoto (Carls) 2 vezes, uma em 2018 (maio a junho)e dnv em 2019 (junho a setembro, eu acho)
bom vamos pra história, começando em um aniversário de uma colega da escola, tudo começou lá, dei um apelido a ele, mas tinha acabado de terminar cm o melhor amigo dele (Varls) e eu sou uma psoa que gosta de dar respeito a outra, ent enrolei quase um mês o garoto(Carls) desde a festa, para não machucar os sentimentos do Varls, e só dps de um mês comecei a namorar o Carls, que me tratava muito bem, ficava de boas com meu amigo, me deu até um COLAR DA VIVARA DE PRATA de dia dos namorados (vou tentar botar a foto) e fomos pelos meses mais felizes daquele ano (os meus) mas chegamos nas férias, e nos desaproximamos, voltamos as aulas e tínhamos parado de nos falar do jeito que éramos próximos, não viramos desconhecidos, bom chegamos no dia de um passeio escolar e eu tinha ficado com 2 meninas e a {insira o nome que quiser, vou mencionar ela como ~}, eu a considerava minha amiga, porém se provou não. Quando eu achava a ~ minha amiga, bom ela não foi. No passeio escolar, tivemos que nos dividir em grupos e justo ela (~) ficou cm ele, achei nada de mais até eles começarem a ficar muuuito mais juntos do que eram, eles nem se falavam e em questões de horas estavam se abraçando e tudo mais, faltavam só se beijar e no final do dia eu peguei e tentei falar com o Carls, mas ele estava definitivamente me evitando ent fui falar com o Varls pra ver se ele sabia de algo que eu não sabia, ele me falou pra ir conversar com o Carls mas como ele estava só me evitando, falei com minha amiga (a mais próxima de lá pq a minha melhor amiga é rica af e tava em um intercâmbio de 2 semanas) para falar com o Carls pra mim, ela falou com o mesmo e descobri por ela e não por ele que ele não gostava mais de mim, na tarde seguinte eu terminei com ele e falei pra ~ que eu não queria que ela ficasse tão perto quanto estava e pedi para se afastar, pois ainda gostava dele e terminei com ele, pois queria ver ele feliz. Ela CONCORDOU, na noite do término ele e os amigos gritaram no meio do nada na balada “TÁ SOLTEIRO, TÁ SOLTEIRO” e dps me perguntaram como foi minha reação quando ELE terminou comigo, quando fui falar com o Carls ele disse que era para a reputação dele pq da última vez eu tinha terminado com ele 🙄, enfim quando acabou o passeio (domingo) no próximo dia teve aula e com oq eu me deparo? Com os dois se abraçando, pior que no passeio eu puxei ela pro lado pra falar se eles poderiam ser mais discretos, em vez de ela concordar ou argumentar algo válido, ela ficou brava comigo e não nos falamos até hj e EU larguei meu orgulho e pedi desculpas, ela não aceitou e fazia de tudo para me fazer ter ciúmes e quando eu comecei a gostar de outros garotos, + ou - em outubro ela continuou com ele e pouco depois perdeu o interesse no garoto.
Eu tbm n achei nenhuma ft do colar ou o colar
Enfim lubinha, essa é a minha história, obg e valeu se vc chegou aqui, o pior é q tem mais história, mas eu to com meus pais me mandando dormir pq tenho aula on-line amanhã às 8:00 🤮🤮🤮. Enfim te amo e xauuu
submitted by _st3lla_dan1el_ to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.06 07:49 LalaOpsy A VAGABUNDA DA MINHA IRMÃ

Oi Luva, oi editores, ou turma que está a ver, oi reddit, e já entendemos.
Não acho que minha história seja interessante o bastante para um vídeo ( aH mAiS iSsO sOu Eu QuE vOu JuLgAr -na verdade é meio que o Tuxo pq ele que seleciona) mas eu queria mais desabafar com uma comunidade que não vai simplesmente apontar o dedo para mim (E que não é minha família).
Simborá
Eu tenho pais separados desde meus 11 anos (eles se separaram no Natal) e eu sempre fui mais ligada com meu pai do que com a minha mãe, uma vez que ela sempre trabalhou em 3 escolas, mas ele era um pouco... desleixado, e acabou que quem me criou quando bebê foi minha tia. Isso fez com que na verdade eu não tivesse ligação de fato com nenhum dos dois, mas se fosse comparar eu conversava mais com meu pai do que com minha mãe.
Logo, meu pai conhecia (por histórias e coisas que eu falava no geral) meus amigos que eram na sua maioria meninos e então desde pequena sempre me explicou bastante sobre a mente masculina. Minha mãe nunca se importou muito, dizendo que era bom para mim ter amigos meninos para me proteger, já que as outras meninas da minha escola não gostavam muito de mim (Não me importava muito também já que desde pequena eu faço cursos gratuitos aleatórios ou peço livros para aprender algo novo, ter amigas - do mesmo sexo que eu- ou muitos amigos era a minha última preocupação)
Isso tudo é mais um contexto para entender a situação...
... Mais um contexto que vai ser importante para a história: Eu tenho um transtorno mental e problemas neurológicos e, por isso, tomo uma quantidade muito grande de remédio. Um desses remédios eu tenho que tomar a noite pq ele me faz ficar muito enjoada e sonolenta, e quando eu não durmo até sumir o efeito dele eu chego a desmaiar ou no mínimo vomitar.
Agora eu tenho 16 anos e estou no último ano do ensino médio técnico e me preparando para a prova da faculdade japonesa que quero (um bônus: Aprendi japonês com minha madrinha quando pequena -que é japonesa- e adorava ver suas lives estudando japonês), então eu preciso acordar cedo para as aulas normais, que por causa do técnico vai até 17hrs, e aproveitar o tempo depois para estudar para o ENEM e para essa prova da facul japonesa, nisso eu fico mentalmente cansada de noite. Tenho uma irmãzinha de 2 anos que adora estudar comigo. Como eu não passava muito tempo em casa por causa do colégio integral e cursos eu sempre deixei ela dormir comigo para tentar criar um vínculo uma vez que ano que vem se tudo der certo estarei fora do país.
Como eu comentei antes, meu pai era bem desleixado tendo uma família, agora imagina sem ter ninguém. É. Tá osso. A casa dele é um nojo e ele não se cuida, ele é sempre bem arrogante comigo e gosta de jogar na minha cara que eu não visito ele só pq minha mãe tem mais dinheiro que ele (O que eu já expliquei mil vezes que eu não vou pq não tenho muito tempo, e o mesmo tempo que tenho para ele, também tenho para minha mãe e para minha tia - que eu chamo de mamãe e visito ela quando tenho tempo) Eu só ia na casa dele pq ele cuidava dos meus bichos, meus 3 gatos, meu coelho e minha aranha, mas desde que ele deixou uma peguete dele matar minha aranha de estimação só pq ela tinha nojo, eu não o visitava mais com a frequência que já não existia. Um pouco antes da quarentena ele me ligou dizendo que um dos gatos estava doente, mas eu estava no hospital e não tinha como eu fazer muita coisa, então mandei ele levar no veterinário que ele me mandava a conta e eu pagava ( eu faço slides e folders para lojinhas pequenas para ter meu dinheiro próprio) mas ele surtou e disse que eu estava jogando na cara dele que eu tinha dinheiro para um veterinário e ele não. No mesmo dia meu gato morreu e por conta da forma que ele me tratou acabei me afastando dele.
A quarentena chegou e a uns dias atrás ele me ligou(fazia um tempo que a gente não se falava) para avisar que o outro gato estava doente. Eu mandei ele ir no veterinário que eu pagava, ele disse que já tinha ido e estava dando os remédios necessários. No momento eu não estranhei que ele tivesse dinheiro para isso (ele não trabalha) mas quando ele me ligou avisando que o gato tinha morrido eu me dei conta que não tinha como ele ter ido, e pior, eu me dei conta que os bichos podias estar morrendo por conta da sujeira da casa, um fungo ou sla. Me senti uma imprestável por não ter feito nada antes de chegar nesse ponto. Como pode ser percebido no feedback da história eu não tinha muitos amigos então meus bichos são tudo para mim, e saber que aquilo estava acontecendo por culpa minha me devastou.
Isso fez eu ficar estressada nos dias seguintes e agora que vem a Main Story.
Minha irmã estava dormindo comigo como de costume e ela teve um pesadelo, me acordando. O problema era que eram 4 da manhã e ela continuou gritando e dormindo e gritando e dormindo por um bom tempo. Eu decidi ficar acordada(eu n decidi né) por ela e por causa dos remédios passei muito mal no dia seguinte. Mandei uma mensagem para um amigo meu dizendo que não tinha dormido muito bem, ele perguntou pq e eu falei " Pq a vagabunda da minha irmã teve pesadelos".
Eu tenho o mínimo de discernimento para saber que não devo falar assim em casa, e eu tenho noção que não vou falar assim com coleguinhas de escola, mas ele é meu amigo então sei que posso falar como eu quiser.
O problema foi que no dia seguinte minha mãe foi ver algo no meu celular e viu essa mensagem (ela tava fuxiricando) . Ela gritou horrores comigo e disse que eu nunca mais poderia chegar perto da minha irmã e que não sabia mais quem eu era, pq se eu falava assim da minhã própria irmã para alguém eu poderia falar pior de qualquer um e ela não tinha criado uma filha para ser assim (Ela não me criou mas ok, ela paga minhas contas e eu a amo por isso) Ela mandou mensagem do meu celular para os meus melhores amigos(vulgo meus únicos 3 amigos) dizendo que eu estava me tornando uma pessoa totalmente diferente e não merecia nem meu celular nem minha irmã mais, então eu não poderia mais responder eles pq ficaria sem celular, contou que eu tinha chamado minha irmã de vagabunda, tirou print e mandou para eles e para a minha família por parte de mãe toda. O problema foi que nenhum dos três achou certo o drama que ela estava fazendo e ela foi arrogante com com 3.
Um desses três era esse meu amigo, dono da conversa e ela meio que jogou como se ele tivesse me transformando em uma pessoa que falava esse tipo de palavra, agora ele não tá querendo falar mais comigo(eu tive que pegar o celular de volta pq eu estudo) para "não causar mais problemas", meu outro amigos foi quem mais discutiu com a minha mãe e agora ela não quer que eu fale com ele e meu último amigo simplesmente ignorou minha mãe pq ele é meu amigo desde o fundamental então nem ligou.
Conclusão: Nessa semana(05/07) eu não estou mais dormindo com a minha irmã nem podendo ajudar nas coisas que envolvem ela, meus amigos não estão falando comigo, e eu tinha pedido para minha mãe ir comigo buscar meu gato e meu coelho da casa do meu pai mas eu não sei se ela vai mais, uma vez que tudo que eu faço agora ela está reclamando e não tenho mais direito de pedir nada. Eu literalmente só estudo e não posso nem conversar com meu psiquiatra mais pq ele morreu de COVID a umas semanas. Eu pensei em colocar essa história em "Quem é o babaca?" mas sinceramente, minha família já está me julgando demais e eu não quero ser julgada por mais alguém.
É isto, desculpa o texto gigante, mas... É isto rsrs
Beijos de luz pq estamos precisando, <30
submitted by LalaOpsy to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.30 10:51 alteregoshadow Resumo do resumo preguiçoso do bug interno

A formatação vai ficar um lixo por motivos de bug No momento estou tentando bater meu recorde de 72h em jejum, enquanto aproveito mais uma ótima madrugada sozinho na cozinha escura ouvindo o tic tac do relógio de parede comprado na lojinha de 1.99 Até que me lembro de quando o meu eu do passado chorou na minha frente, e eu não consegui resistir e comecei a chorar também Ele me disse que tinha medo de sentir dor. Dei um abraço bem forte nele, falei pra ficar tranquilo. Já passamos por tanta dor juntos Já jogamos airsoft na linha de frente tomando tiro pra caralho, já caímos morro abaixo, já comemos três pizzas e tivemos um mini ataque cardíaco... Sei lá, há um tempo atrás eu prometi a ele que ninguém nunca mais iria mexer comigo de graça Eu ia deixar de ser "bom em nada", e eu ia deixar de ser só mais um saco de pancada (é sempre muito fácil transformar uma criança num saco de pancada, né?) Enfim, minha jornada continuava. O meu eu da época das sombras foi recomendado por um anônimo de fórum da ""deep web"" a fazer academia e se livrar dos vícios. Meu eu daquela época nunca fez isso, tive que fazer por ele Calma... por que estou digitando isso aqui? Eu nunca gostei desse lugar. Acho a comunidade brasileira do Reddit muito chata e fresca. Mas eu também sou chato e fresco kkkk talvez exatamente por isso esteja aqui Resolvi criar uma conta agora, entrava só como visitante de vez em nunca, até pq nunca tem nada de interessante aqui. É quase sempre os mesmos tópicos falando ou de relacionamento ou solidão Mas esse não é o primeiro tópico que faço aqui... Já fiz um falando sobre como estou fazendo minha carta de suicídio kkkkk A carta de despedida (o suicídio lá nem é explícito) é apenas um pedido da minha sombra Não quero me matar pelo menos não por enquanto Muito leviano da parte de vocês redditors ao fazerem aqueles comentários no meu post. Mas não os julgo tbm, não há muito oq esperar de uma comunidade chata e fresca kkkkkk Lembrei em 2018 quando tive um amigo virtual nos tais fóruns da ""deep web"" (* som de fantasminha genérico *), ele era bem carinhoso comigo, já me deu um jogo de presente na steam; porém certo dia eu forjei minha própria morte, e passei a ignorá-lo completamente, sinto-me um cusão por ter feito isso, pelo menos é cômico voltar de tempos em tempos naquele fórum com uma conta fake e ver que o pessoal lá realmente acha que eu morri... meio sinistro na vdd Mas ainda assim sinto que não deveria ter feito isso, fico com a consciência pesada muito facilmente, lembro-me até hoje de quando roubei uma balinha no mercadinho do seu zé da esquina, tinha uns 12 anos; ou então no primeiro ano do ensino médio quando estava zuando uma amiga que tirou nota vermelha em física, mas ela começou a chorar... ver aquilo partiu meu coração, e para minha redenção decidi que seria justo ajudá-la a recuperar a nota, afinal além de tudo eu tinha as maiores notas de física da turma. Assim que ela recuperou a nota, voltei a zuar ela kkkkk mas nunca deixou de ser minha amiga por isso; uma vez já escreveu bem grande na contracapa do meu caderno de matemática "alteregoshadow, eu te amo". Guardo esse meu caderno até hoje (tudo bem que alguns dos meus amigos resolveram encher a página de desenhos de pinto, porém a frase ainda está lá) Eu fui meio pestinha na época de escola, em especial nos últimos anos do fundamental, uma vez eu fiquei acumulando saliva na minha boca por horas e depois soltei toda a cachoeira na mesa do meu amigo que sentava atrás; ou quando eu ficava pegando um monte de barata e lagartixa morta pra colocar nos estojos das meninas Sabe, sinto falta dessa época. Nem muito pelo motivo clichê de época da escola, simplicidade e tal, mas mais pq acho que foi a época em que eu fui a melhor versão de mim Um amigo meu mora num lugar bem isolado, tipo um sítio mesmo, mata densa e tal. A gente ia lá vez ou outra pra brincar, e era bem dahora. Esperávamos chegar a noite pra fazer o clássico pique esconde na floresta escura. Eu era conhecido por ser um dos melhores, não me encontravam nunca, até pq eu não tinha medo de me deitar e rolar no mato; saía correndo engolindo teia de aranha, lesma, pisando em cobra, enfim Era conhecido também por ser muito bom nos videogames e tirar as maiores notas da sala Aquilo definitivamente era a concretização da promessa que fiz ao meu eu de um passado ainda mais distante: disse que ia estudar mais, treinar mais, ser mais sociável E tudo isso aconteceu. Fiquei mais inteligente, mais forte, mais ágil, e do aluno mais "fantasma" da escola me tornei o líder de um grupo que reunia basicamente todos os garotos da oitava série. Ninguém mexia comigo, mas também nunca fui autoritário, zuava todo mundo e era zuado de volta. Certa vez a turma se uniu contra mim e jogaram todo meu material no lixo kkkkkk ri muito no dia Mas depois disso... sei lá Passei a frequentar academia, vez ou outra estudava um pouco, mas nada na mesma intensidade ou emoção A real é que eu passei toda minha infância sozinho na vdd. Meus pais trabalhavam o dia todo e meu irmão mais velho estudava em tempo integral. Na época teve um grande surto de dengue na minha cidade, por todo lado era cartaz falando da importância de tomar cuidado, afinal, dengue MATA. Aquilo me deixava demasiadamente pensativo, como assim morte? Eu nasci pra morrer? O que vem depois? Todo dia era a mesma coisa, chegava da escolinha e passava o dia inteiro pensando em morte, isso com uns 5 anos de idade. Pouco tempo depois, a situação piorou quando começaram as histórias de fim do mundo. Lembro que até chorava de tanto pensar nisso. A primeira vez que pensei na possibilidade de suicídio tinha uns 8 anos. Também nessa época foi quando presenciei um acidente em que um caminhão passou bem por cima da cabeça de uma menininha de uns 2 anos. Aquilo me marcou muito, e quando eu cheguei em casa, esperei todo mundo dormir para ligar o computador e pesquisar "fotos de cérebro", "fotos de acidente" e etc. Acabei parando em vários blogs e fóruns de gore (que eram bem mais comuns naquela época). Ficava assustado ao ver a fragilidade humana nos acidentes e pasmo ao ver a frieza de alguns para torturar outras pessoas por motivos torpes. Ainda assim, assistir gore acabou se tornando uma prática que levo até hoje (com menos intensidade), não por ser um psicopata que gosta de ver a dor e sofrimento alheio mas pq acaba me lembrando das minhas "origens", pensar sobre a morte e etc (todo mundo já deve pelo menos ter passado por uma situação em que sabe que vai se frustrar ou enraivecer mas mesmo assim segue em frente, é mais ou menos isso). Para morrer basta estar vivo, foi nisso que me toquei na época Posteriormente, com 10 anos, foi o momento em que fiz aquela promessa para mim mesmo. Não darei muitos detalhes aqui, e oq aconteceu logo depois já contei... Mas e após tudo isso? Bem, depois que o meu "auge" se foi, eu percebi que todos esses pensamentos ruins na vdd não sumiram, apenas estavam se escondendo. Quando voltaram, foi de uma vez. E ao invés de tentar lidar com isso de uma maneira normal, eu simplesmente achei que seria uma boa ideia dividir minha mente em partes. A maioria de meus alter egos são na verdade versões de eu mesmo porém em diferentes épocas. Porém também tem a minha sombra (pra quem conhece o conceito de Sombra do Carl Jung talvez entenda melhor isso). E oq aconteceu foi que, eu acabei criando egos que brigam entre si constantemente, deixei todas as minhas características positivas a um ser superior, idealizando um eu melhor que eu, um eu que agarrou todos seus potenciais e os explorou ao máximo, uma pessoa que eu nunca conseguiria ser porém dizia ser no mundo internético afora. Estava mentindo para mim mesmo Sabe, cada um dos meus alter egos têm uma qualidade. Um é bondoso, tem o inteligente, o criativo... porém parece que o que sobrou para mim foi apenas loucura. Poxa, eu já fui cada um deles, por que não consegui pegar pelo menos uma parte boa de cada um? Parece que eu regredi. O certo não seria, ser uma pessoa melhor a cada dia? Se eu ao menos pudesse juntar a bondade, criatividade, inteligência, e etc, eu definitivamente iria orgulhar o meu eu do passado, mas ao invés disso, estou apenas enganando ele e a mim mesmo, colocando todo meu potencial num alter ego superior que me consome a cada dia É complicado, por um lado tem a promessa que fiz que me mantém vivo, querendo cumpri-lá. Mas por outro, eu vejo eu mesmo desprovido de significado, tenho uma vida boa, bons amigos, situação financeira estável, minha família não gosto tanto mas relevo, enfim, mas parece que nada me é suficiente. Sinto que a vida é só um tédio extremo mesmo, até em momentos que era pra eu me divertir estou entediado, ou então quando de fato me divirto, depois o sentimento de vazio vem ainda maior, não dá pra explicar com palavras, o que posso dizer é que sou extremamente curioso, o que me atrai ao suicídio é o fato de ser uma morte planejada, eu poderia saber quando e como morrer, preparar uma carta de despedida, fazer uma "queima de arquivo" e etc, mas por outro lado, eu ficaria extremamente agoniado em não saber qual seria a reação das pessoas diante minha decisão. É literalmente a curiosidade o que mais me mantém vivo, e por vezes, a curiosidade de saber como seria meu suicídio é a predominante E não falo de tristeza ou depressão, sei lá eu nunca fui atrás de um profissional, mas eu sinceramente não acho que tenha depressão, no máximo TDAH pois de fato sou muito hiperativo e perco o foco muitas vezes, tropeço algumas vezes e (não sei se tem muito a ver) às vezes tenho a sensacão de que estou girando ou caindo, principalmente quando eatou sentado ou deitado em um ambiente escuro, mas assim, eu acho que a vida, especialmente hoje em dia e ESPECIALMENTE para pessoas como eu, é assim mesmo. Eu não preciso estar depressivo para sentir como a vida realmente é, e sinceramente tô cada vez menos ligando pra isso. Eu aprendi desde muito cedo a lidar com silêncio, solidão e tédio(esse é o mais difícil), além do mais tenho imaginação fértil então o meu maior passatempo (entretenimento, hobby chame como quiser) é só me perder na minha mente mesmo. Poxa, tem um universo inteiro dentro de mim para ser explorado, não quero me preocupar com coisas mundanas. E pra quem me critica, dizendo que isso é fugir da realidade, pensem que TUDO (ou quase tudo) que o ser humano faz no tempo livre é exatamente para fugir da realidade. A vida real é meio chata né kkkkkk. Jogar videogame, assistir filme/série que seja, jogar rpg de mesa, ler um livro, ouvir um audiobook ou podcast ou até mesmo uma festa com bebida e música alta, tudo isso serve para as pessoas fugirem da realidade, mas diferente do que eu faço, já que eu fujo da realidade mas pelo menos não fujo de mim mesmo Eu fujia de mim mesmo no último ano do ensino médio, sabe né, aquele ano que ngm liga. Ia e voltava pra escola a pé, e sempre passava na lojinha pra comprar chocolate, me viciei naquilo. Sempre comia no caminho e colocava a embalagem na mochila. Até que resolvi contar quantas embalagens tinham e pasmém, quase 80, isso em um pouco mais de 2 meses Sempre tive um mundo onírico muito vivo, desde criança bem pequena, sinto os meus sonhos de fato, lembro quando tinha uns 6 ou 7 anos sonhei que um guerreiro samurai atravessou a longa katana no meu peito e foi uma das maiores dores que senti. Tento às vezes praticar sono induzido, dou risada dormindo, falo dormindo e por vezes até escrevo ou desenho dormindo (não sou sonâmbulo). Comecei a perceber que boa parte dos meus sonhos envolvem meus alter egos, e na maioria das vezes estão em um ambiente fantasioso (como uma mansão ou castelo mal assombrado, cemitério, labirinto e etc) e precisam trabalhar juntos para resolver os puzzles e escapar Na maioria dos sonhos eu não sou o protagonista ou sequer participo, apenas observo os meus egos, em terceira pessoa Muitas das vezes a minha sombra mata os meus egos nos finais dos sonhos É muito simbolismo envolvido, ainda estou pensando sobre isso, pode ser uma autosabotagem (suicídio) ou então algo do tipo matar o velho para manter o novo, eu não sei Se tem uma coisa na qual eu posso ser grato, é por ter tido sorte para arranjar bons amigos. Sei que muita gente (em especial desse sub) deve ter mais dificuldades com isso, eu por outro lado, apesar de nem precisar tanto pois me dou bem comigo mesmo e na maioria dos momentos até prefiro estar sozinho, tive bons amigos. Às vezes é bom ter uma boa companhia. Aquele meu grupo da oitava série que falei anteriormente, mantenho contato com quase todo mundo, ainda considero sim porém cada um seguiu seu rumo e não tem nada de errado ou anormal nisso. Acho que muita gente que sempre teve dificuldade em fazer amigos cai no erro também de romantizar demais a amizade, do tipo "seremos amigos para sempre" ou sei lá mais oq. É completamente natural que com o tempo o afastamento ocorra, não precisa se sentir mal se as conversas não fluem mais Inclusive uma vez mandei uma mensagem para um amigo não se preocupar comigo pois em no máximo 5 anos provavelmente não iríamos mais nos falar de qualquer maneira, e ele respondeu: "Como assim com certeza continuaremos a nos falar e jogar Airsoft e RPG por muito anos a vir!". Admito que quase chorei lendo isso, e me senti fraco Mas continuando, em especial na internet, existe muito isso. Às vezes vem alguém desabafando por não ter amigos, recebe várias mensagens de pessoas para conversar, porém essas mesmas pessoas depois dão o famoso "ghosting". Olha, isso é bem previsível na verdade. Apenas faça a si mesmo a seguinte pergunta: "Quantos de seus amigos virtuais seriam seus amigos se você os conhecessem no mundo real, ao invés de no mundo virtual?". É apenas um questionamento, mas acho interessante. Pois é muito fácil falar que é amigo de qualquer um na internet Inclusive, entrei num servidor público de discord, daqueles só pra conversar e tal, e pqp parece que é impossível achar um servidor de discord em que a userbase não esteja repleta de adolescentes genéricos que têm problemas de autoestima e passam o dia jogando videogame ou assistindo filme/série/anime, tinha mto pré adolescente tbm de idade entre 11 até 14 anos Não ficava muito a vontade lá, as regras tbm eram muito vagas, não podia ser ofensivo no chat mas não estava definido oq era ofensivo pra staff. Levei um aviso simplesmente pq um adm lá quis, ainda não entendi que regra quebrei, ele provavelmente só estava de mal humor mesmo sla Tinha um canal de desabafo que só podia falar "coisa séria", aí uma vez falei sobre como fico puto por comer muito chocolate e queria mesmo era encher minha perna com tiros de airsoft, aí levei outro aviso por não respeitar a seriedade do canal. Sla né, autosabotagem não é uma coisa séria pra ele? Foda, muita arbitrariedade. Não tem como arranjar um servidor público decente. Sempre tem uma userbase majoritariamente imatura, joguinhos e eventos sem graça e confusos, enfim Mas oq eu queria fazer naquele servidor, eu fiz aqui. Provavelmente não da melhor maneira, certamente não da maneira como eu imaginava, mas está feito Ficou confuso e grande pra caralho lol
submitted by alteregoshadow to desabafos [link] [comments]


2020.06.22 04:50 Maqui_ Fui babaca por terminar quando ele mais precisava de alguém?

Ciao turma, editores, gatas e luba! Minha história é um pouco complicada, terminou em dezembro do ano passado mas ainda tenho dúvida se fui ou não a babaca da vez. Namorei um cara durante 3 anos e 6 meses. Eu amava muito ele, e, por mais que tenha tidos outros amores anteriormente (e posteriormente) ele foi o unico que eu realmente amei de verdade. Nós eramos aquele tipo de casal que todo mundo admirava e dizia querer ter um relacionamento igual ao nosso, mas infelizmente, a realidade não era o que parecia. Ele sofre de ansiedade (TAG) desde que o conheci. No começo do relacionamento, eu pensava que "não queria ser mais um problema pra ele", então, tudo que ele pedia eu acabava fazendo. Eram coisas bobas, mas com o tempo, se tornou em "não quero mais te ver com essa sua amiga, ela é má influência"; "hoje você vai ir dormir as 22h"; "você não pode assistir simpsons, esse desenho é muito errado", etc. Chegava a até usar o papel de parede do celular que ele queria, pintar o meu quarto da cor que ele achava melhor (porquê azul "é de menino". Sim ele é bolsominion e de familia conservadora), não deixava eu ganhar presentes de ninguém (inclusive do meu próprio irmão, os dois se odeiam) além de ele me obrigar à ir em lugares que eu não queria e fazer coisas que eu não queria (das quais não vou citar aqui, por ser muito pesado). No fim de 2018, mais precisamente no natal, ele estava me tratando igual lixo sem motivo algum. Não deixava eu encostar nele, falar com ele, que já me "empurrava" ou me respondia com ignorância. Como passamos o natal com a familia dele, sugeri que a gente passasse o ano novo com a minha, mas ele se recusou e disse "não gosto deles, a gente vai passar com a minha familia de novo". Foi ai que eu decidi mudar e começar a tentar fazer as coisas que eu queria. Comecei a sair com meus amigos, ver a series que eu queria e me vestir do jeito que eu queria. Ele ficava extremamente nervoso comigo, já chegou a gritar comigo na frente de todo mundo no meio de um trem lotado, me xingar de burra por discordar dele quando defendia o bozo, e etc. Ele sempre pedia desculpas depois e falava que não queria que a gente terminasse, porquê a gente se amava muito e não queria perder isso. O ano inteiro de 2019 foi desse jeito, brigas e mais brigas, ele me mandando textão brigando toda noite, enquanto eu só respondia "tá bom amor, mas por favor, começa a ir no psicólogo". Enfim, em dezembro, resolvi desistir. Só o amor que eu sentia não bastava. Terminei com ele. Ele disse coisas horríveis, como "você vai jogar tudo que eu lutei por nós fora", "se me amasse de verdade, continuaria comigo", "isso é tudo culpa sua". E, horas depois, mandava mais mensagens pedindo desculpa e dizendo que eu era o amor da vida dele. Ameaçou se matar e tudo. Além da familia toda dele me julgando, dizendo que terminei por outro homem e que "eu deveria orar pra passar" (apesar de ir na igreja as vezes pra acompanhar minha mãe que não gosta de ir sozinha, não sou religiosa e não dou muita bola pra essas coisas). Ele não tem apoio de ninguém, os pais o pressionam muito e ele não tem amigos. Tem várias crises de ansiedade, desempregado, e não conseguia se concentrar em nada. Eu era tudo que ele tinha. Depois do término, sempre que pensava no assunto (ou seja, todos os dias) eu começava a tremer, chorar, passar muito mau e acabava vomitando na maioria das vezes. Perdi 5 kg em menos de 1 mês, e eu já sou magra. Fui babaca por "abandoná-lo" quando ele mais precisava de alguém?
submitted by Maqui_ to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.21 20:43 Wooden_Statistician3 Tudo que falo só piora e só queria que voltasse a ser como era antes

Desabafo. Há alguns meses casei, depois de menos de um ano de namoro. Apressado? Com certeza. Mas as circunstâncias meio que pediam. Ela veio de uma família extremamente quebrada e tóxica. Vivia sozinha há alguns anos, dependendo de auxílios de faculdade, parentes que só sabiam reclamar de estar ajudando, etc. Ela tem depressão profunda, e não tinha nem como se tratar.
Quando a conheci ela estava namorando, mas um namoro só de fachada, pois na verdade ele era abusivo e não deixava ela terminar, sob ameças contra a própria vida por parte, e à vida dela por partes de parentes dele. Durante boa parte da sua vida, a chamaram de feia, estranha, etc. Na faculdade as coisas mudaram, e começaram a enxergar a sua beleza, ficou com vários, mas sua auto-estima baixou tanto ao longo da vida que ela aceitou namorar com essa cara, sem nunca de fato querer, e acabou presa nesse relacionamento por mais de 2 anos.
Eu só tive uma namorada, há mais de 10 anos, e um crush forte até alguns anos atrás, o qual acabou em inimizade total. Sempre percebi que não era interessante pra nenhuma garota, na aparência, e nunca tive qualquer desenrolar pra "chegar". Depois de namorar, tomei gosto, e tentava. Porém do meu jeito tímido e, claro, ineficiente. Anos disso me fizeram perceber que não havia porque eu ficar insistindo em "achar alguém", se fosse acontecer seria no dia-a-dia normal, ou quando eu realmente me melhorasse como pessoa. Foquei então na minha educação e no profissional.
Um dia ela, ainda em namoro abusivo, falou comigo pelo Whatsapp, tarde da noite. O meu racional dizia pra eu ir dormir, pois a pessoa responsável e profissional dorme cedo e acordar cedo (ou assim deveria, pelo que dizem). Mas algo me fez querer falar com ela, mesmo que ainda de forma um tanto fria, admito. Papo vai, papo vem. Como parecia ser só uma amizade, eu falei abertamente com ela, inclusive quando ela perguntou de relacionamentos/crushes passados.
Semanas depois, ela termina o namoro e diz que gosta de mim. Pela primeira vez em muitos anos volto a sentir aquilo que senti no primeiro namoro. E ficamos, e namoramos, e tudo foi muito intenso. E então casamos, para que ela pudesse ter acesso ao meu plano de saúde como dependente e tratar, principalmente, da depressão, pois várias noites a vi chorar pelo seu passado que ainda atormenta o seu presente: ela não consegue nem mais estudar e boa parte das tarefas domésticas ficam pra mim. Mas havia tudo pra melhorar, não havia? Infelizmente, tudo mudou um dia.
Ela acordou e disse que sonhou que eu falava que eu achava aquele meu crush forte (Fulana) de alguns anos antes mais bonita que ela. Depois de algumas horas, como se perguntasse algo banal, ela perguntou se achava mesmo. O problema: eu considero a Fulana bonita, mesmo nível, mas o sentimento que existe é pela minha esposa e, obviamente, ela me é "a mais bonita". Mas ela não aceitava esse tipo de resposta, ela queria que eu respondesse de forma crua. Eu, que sempre procuro ser honesto, correspondi. Como considero as duas de mesmo nível, foi difícil. Conseguia lembrar de momentos onde uma estava mais bonita que outra, mas não chegava a "vencer". Uma certeza eu tinha, e continuo tendo, minha esposa tem a maior capacidade, ou seja, consegue ser a mais bonita. Mas ainda assim minha resposta não foi suficiente: ela dizia que eu estava enrolando, com medo de dizer a verdade. Não entendi do que deveria ter medo afinal, pra mim, a resposta mais direta e crua não fazia a menor diferença nos meus sentimentos para com ela. E, se eu estivesse raciocinando direito eu teria percebido a armadilha bem ali na minha frente, mas eu caí nela quando ela novamente exigiu a resposta direta e crua: ou ela ou a Fulana. E eu falei a Fulana.
E, de repente, ela começou a me atacar. Dizendo que eu acho a Fulana "linda e maravilhosa" e ela feia (quando pra mim ambas tão no mesmo nível, e pra mim ela vai ser sempre a mais bonita, pois é ela que eu amo). Que meu sonho era que tivesse dado certo com a Fulana, mas que ela foi o que deu (quando ela, e somente ela, que conseguiu reacender meus sentimentos, mesmo quando tudo dizia que não valia a pena sonhar com isso (afinal ela tinha namorado, etc.). Eu tentava explicar meus sentimentos, mas nada adiantava. A frustração, a angústia tomou conta e então, a raiva. Raiva de como algo que estava morto no passado, voltou pra me assombrar. Raiva de que algo completamente irrelevante no meu presente, e portanto nosso presente, estava ali, destruindo nosso casamento. Pois ela começou a querer ir embora, anular casamento, se separar. E na tentativa de melhorar as coisas, eu sempre piorava. Acabei falando palavras (que pra mim não teria tanto significância se ela dissesse), mas infelizmente pra ela tinha: disse que ela estava sendo "idiota" por insistir tanto nas afirmações desses ataques e desconsiderar completamente o que eu sinto e falava. Só estava tendo "amenizar" a situação, segundo ela. E que no fundo, eu queria alguém """melhor""" que ela.
Isso foi uma tarde. Ela eventualmente parou quando percebeu o quão mal eu estava. E claro que eu estava. A pessoa que eu amo e por quem eu faço tudo, praticamente "inventou" um motivo pra me atacar. E daí que numa análise crua e racional, naquele ponto específico da história, a Fulana havia "vencido" no concurso de beleza entre as duas. Grande bosta. Minha esposa continuava sendo bonita, e pra mim e meu amor, a mais bela. Era ela que realmente havia gostado de mim, era ela que quis casar comigo, era ela que me acompanhava nos filmes de sábado à noite, era ela com eu me via vivendo pra sempre do lado. E de repente, parecia que nada mais disso iria se tornar realidade e por quê? Por algo que nem ao menos mudava o que eu sentia em relação a ela e nunca iria.
Durante o final da noite, eu tentei dormir, mas não conseguia. Tentei assistir vídeos de "como lidar com a pessoa amada em depressão". E ela começou a chorar do meu lado, muito. Larguei o vídeo, abracei-a. E ali as gentes se aceitou novamente. Ou assim parecia, porque poucos minutos depois, ela pergunta, inocentemente, se eu acho minha irmã mais bonita que ela. E o fato é, se eu dissesse que não seria uma bela duma mentira, e mesmo que eu achasse, ela diria que eu estava falando aquilo só pra agradar. E eu, O idiota, achando que estava tudo bem de novo, respondi que sim. E novamente ela começou a me atacar. E POR CAUSA DA MINHA IRMÃ!?
Atualmente eu me considero forte pra aguentar essas coisas, mas não dava mais. Ela quebrou minhas defesas com esses ataques. E tudo que ela me falava soava como "EU TE ODEIO". E eu aceitei esse ódio dela, pois, afinal, ela devia estar certa. Eu sou uma pessoa com 30 anos, aparência ok, mas que não tem amigos e só teve uma namorada antes dela. É óbvio que tinha algum problema, o problema de que eu era detestável. Eu sempre tentei demais ser prestativo e tudo mais, mas quando o assunto são sentimentos eu nunca consegui transmitir isso. Abraço minha mãe quatro vezes ao no: aniversário dela, o meu, dia das mães e natal. Sempre um abraço bem "desengonçado". Eu noto isso, mas sempre foi assim, e eu não sei mudar. Eu sei o que eu sinto, mas minha demonstração é e sempre vai ser insuficiente. E por isso todos ou acabam por me detestar ou se afastar de mim. Mas eu realmente pensei que com ela seria diferente.
Alguns dias se passaram e as coisas até foram melhorando. Até que cai tudo de novo. Ela conta pra uma pessoa, que mal conhece, que eu achava que ela na praia não ficava tão bem quando dentro de casa. Sim, eu havia falado algo do tipo, quando no começo da discussão ela pedia pra eu ser mais direto. Oras, ela tem umas manchas, gordurinhas a mais, etc. do que a fulana. Eu me sinto menos bonito do que um cara que não é assim, mas nem por isso me acho feio, ou ache vou sempre ser inferior. É só eu cuidar disso. E se não cuido, é porque tenho outras prioridades. Da mesma forma com ela. Não acho ela feia, nem menos bonita, só relatei o óbvio. E se ela não quiser cuidar, ou não conseguir cuidar, não é problema pra mim. Eu casei com ela pelo pacote completo. E assim como eu, ela também vai com o tempo perder pontos na aparência. E assim como eu, espero que ela ainda me ame, ainda me ache bonito, com eu continuarei amando ela e achando bonita. Mas não importa eu falar isso. Pois ela quer sempre dizer que tudo isso que eu falo é balela, enrolação, agrados, etc.
Pelo meu jeito detestável de demonstrar sentimento ela perdeu totalmente a confiança nos meu sentimentos, a ponto de nada o que eu falo valer mais. Ou talvez, no fundo, ela espera que eu seja pra sempre tão bonito quando ela acha atualmente, e quando eu não foi mais, ela vai me trocar por alguém que envelheça melhor. Mas se eu falo isso pra ela, ela bate o pé pra dizer que pra ela é completamente diferente, que o sentimento dela é real, mas que o meu? O meu é de mentira, porque assim ela decidiu. E ela ainda diz que eu mereço alguém ""melhor"". Mas o fato é, que ela se estiver certa, o que eu mereço é desaparecer. Pois o meu eu que ela odeia, é o único eu que existe. E se ela não é capaz de amar esse meu eu, e insiste em brigar, está mais que na hora de ela admitir o que está bem na frente dela: ela não me ama. Não mais. Só espero que não tenha sido nunca. Porque pior que ver tudo se destruindo e não poder fazer nada, pois nada do que eu falo impede, pelo contrário, piora, e ficar calado não é opção, então que pelo menos não tenha sido tudo uma mentira.
E hoje ela do nada veio falar que tá com medo de engordar, pois, segundo ela, eu falei que iria querer outra se assim acontecesse. Eu nunca falei isso, assim como nunca falei outras coisas com as quais ela vem me atacando. Mas o pouco que eu digo, se transforma num muito na cabeça dela. Eu não aguento mais. Eu peço pra ela parar, mas ela insiste em, nas palavras delas, "me colocar contra a parede pra botar as verdades pra fora". Mas do que adianta isso, quando ela já decidiu o que é verdade e o que é mentira? Nada, e por isso eu só queria que ela parasse. Que não pelo amor que ela supostamente sente por mim, mas pelo menos em consideração a tudo que eu fiz por ela.
Pois agora eu já não sinto nada. Um nada que não me permite nem ao menos dizer o que sinto por ela. Mas enquanto eu quero acreditar que ainda amo ela, ela insiste. Eu novamente pedi pra ela parar, e afirmei que não sei mais se gosto dela, mas que se ela realmente me ama, ela tinha que parar, e me deixar sentir novamente. Mas meu medo é que ela continue (ela está passeando com uma amiga nesse momento), pois se ela continuar o pior vai acontecer. O amor vai virar ódio. A vida vai virar morte. Figurativamente (apesar de temer, e muito, que aconteça literalmente para ela).
submitted by Wooden_Statistician3 to desabafos [link] [comments]


Ele Pensa em mim? Ele Gosta de mim? (91)98966-0915 O QUE ELE (A) DE FATO QUER COMIGO ? - YouTube OLHA O LUGAR QUE ELE GOSTA DE DORMIR - YouTube ELE QUER SAIR COMIGO - MC Dricka - Só Com a Bunda ... PEDI PRA ELE DORMIR COMIGO POIS ESTAVA TRISTE! - YouTube Meu marido não quer dormir comigo  Cris Monteiro Ele/ela vai querer encontrar comigo POR QUE ELE NÃO GOSTA DE FICAR COMIGO ELE(A) GOSTA DE FAZER AMOR COMIGO? Preciso de ar livre! (Cãozinho alvin presley )

Quando o cara que você gosta tá online mas não fala com ...

  1. Ele Pensa em mim? Ele Gosta de mim? (91)98966-0915
  2. O QUE ELE (A) DE FATO QUER COMIGO ? - YouTube
  3. OLHA O LUGAR QUE ELE GOSTA DE DORMIR - YouTube
  4. ELE QUER SAIR COMIGO - MC Dricka - Só Com a Bunda ...
  5. PEDI PRA ELE DORMIR COMIGO POIS ESTAVA TRISTE! - YouTube
  6. Meu marido não quer dormir comigo Cris Monteiro
  7. Ele/ela vai querer encontrar comigo
  8. POR QUE ELE NÃO GOSTA DE FICAR COMIGO
  9. ELE(A) GOSTA DE FAZER AMOR COMIGO?
  10. Preciso de ar livre! (Cãozinho alvin presley )

Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. Ele gosta de dormir as vezes ali fora, mas sempre volta para dentro de casa de novo kkkk ===== Deixe seu like! Nos ajude a divulgar o canal compartilhando! Se inscreva-se para ficar por dentro! E ... Você já pensou em falar comigo para desabafar, buscar soluções para sua vida com seu marido. Agende sua sessão por WhatsApp: (11) 99117-6659 Download Abaixo: https://hypeddit.com/track/68ycv0 Inscreva-se no canal: http://bit.ly/MandelaHits Artista: MC Dricka Música: ELE QUER SAIR COMIGO - Só Com a... Para consultas particulares via whatsapp 42 99858-3875 Olá! Sejam bem-vindos a este canal! Peço que, por gentileza, deixem seu like no vídeo, se inscrevam no canal, ativem o sininho e compartilhem nosso conteúdo. Para consultas particulares com ... Eu tenho que viver uma historia de amor com ele? e como será essa história?(91)98966-0915 - Duration: 7:03. simpatias e jogos de cartas de Rúbia 718 views 7:03 Ele passou a noite comigo 💘 ★ PRÓXIMOS EVENTOS EM QUE EU ESTAREI PRESENTE: http://bibitatto.com.br/agendadeeventos/ ★ MINHA LOJA: https://www.lojabibitatto.c... Muitas vezes o homem parece que não gosta de ficar com você é isso dá uma tristeza imensa! Por que ele não gosta de ficar comigo? Como fazer o homem querer f... O que ele sente quando está comigo - Duration: 3:04. Luna Cristal Oficial 13,323 views. ... ele /ela ainda gosta de mim. - Duration: 2:25. Luna Cristal Oficial 17,972 views.